MENU

Xingado no início do ano, Felipe dá a volta por cima e se torna fundamental

Xingado no início do ano, Felipe dá a volta por cima e se torna fundamental

Atualizado: Sexta-feira, 1 Abril de 2011 as 11:01

No início do ano, Felipe se tornou o principal alvo da ira da torcida durante a crise que o time viveu na Taça Guanabara. O desempenho abaixo do esperado, assim como o do restante do time, se transformou em xingamentos, pichações, e até um afastamento de uma semana sem muitas explicações concretas do clube - Carlos Alberto também foi afastado, mas acertou com o Grêmio.

Felipe permaneceu e deu a volta por cima em grande estilo. Logo que assumiu, o técnico Ricardo Gomes disse que sua meta era recuperar o "velho Felipe que havia feito sucesso no Vasco". Uma das táticas do comandante foi tirar o jogador do foco, por isso manteve Fernando Prass como capitão.

Aos poucos, o camisa 6 foi evoluindo fisicamente, e seu desempenho melhorou. Com a confiança da torcida retomada, ele voltou a ser o maestro do meio de campo vascaíno. No empate por 0 a 0 com o ABC, quarta-feira, em Natal, Felipe foi poupado por causa das dores na panturrilha que estava sentindo desde o clássico com o Fluminense. A unanimidade após a partida foi a falta que o meia fez. Ricardo Gomes disse que foi o jogo que o Vasco menos criou chances de gol desde que chegou na Colina.

O treinador lembrou que a equipe já havia caído muito de rendimento contra o Flu depois que o camisa 6 pediu para ser substituído.

Felipe comemora seu gol contra o Duque de Caxias (Foto: FOTOCOM.NET) - Fizemos pouquíssimas jogadas. Posso lembrar de umas três no jogo inteiro. Isso já aconteceu quando o Felipe saiu contra o Fluminense. Nosso pecado contra o ABC foi no meio. Teve também a saída do Eduardo Costa (lesão muscular), que prejudicou. O adversário cresceu, e o jogo ficou complicado.      

veja também