MENU

Alemanha espanta zebra grega, segue 100% e vai às semifinais da Euro

Alemanha espanta zebra grega, segue 100% e vai às semifinais da Euro

Atualizado: Sexta-feira, 22 Junho de 2012 as 8:42

Mauricio Nadal

A Alemanha, tricampeã da Euro, segue firme em busca do tetra na competição europeia. Nesta sexta, os alemães dominaram a Grécia desde o primeiro minuto e venceram a zebra da fase de grupos por 4 a 2, na Arena Gdansk, na Polônia. O resultado coloca a equipe de Joachim Löw nas semifinais para enfrentar o vencedor do clássico entre Itália e Inglaterra, que acontece no domingo, dia 24.

A supremacia alemã nos gramados sobre os gregos nesta sexta pode ser comparada à atual situação política e econômica das duas nações. Tutores no âmbito financeiro na Europa, os alemães não aceitam o pedido de renegociação da dívida grega. Já dentro de campo, a Alemanha não deu chances à Grécia.

O placar final não retrata a superioridade alemã em campo, que dominou desde o início e abusou de perder gols. A Alemanha começou a partida com uma marcação forte, fazendo pressão, porém desperdiçou várias oportunidades até abrirem o placar com o lateral Lahm, no fim do 1º tempo. A Grécia deu um susto ao empatar no começo da segunda etapa, mas Khedira, Klose e Reus marcaram e confirmaram o favoritismo da Alemanha. Salpingidis ainda descontou no fim para os gregos.

É a primeira vez na história da Euro que os alemães vencem as suas quatro primeiras partidas no torneio, o que confirma ainda mais o status de uma das seleções favoritas ao título.

O jogo

Insatisfeito com a produção do ataque alemão na fase de grupos, Joachim Löw mudou bruscamente o seu ataque para o duelo contra a Grécia. O técnico tirou Mario Gomez, Lucas Podolski e Thomas Muller da equipe para as entradas de Klose, Reus e Schürrle. Já a Grécia tinha o desfalque do seu camisa 10 e capitão, Karagounis.

A Alemanha começou a partida de forma agressiva, com mais posse de bola que os gregos, que se preocupavam apenas em se defender. No primeiro lance de perigo, aos 4 minutos, o volante Khedira chutou de fora da área, o goleiro Sifakis ‘bateu roupa’ e Klose, em posição de impedimento, marcou para os alemães. Mas o impedimento foi marcado.

A pressão só aumentou e os alemães tiveram três boas chances em dois minutos. Após bela triangulação, Özil bateu para a defesa do goleiro grego. Depois foi a vez de Reus desperdiçar duas oportunidades para a Alemanha, para desespero de Angela Merkel, 1ª ministra do país, que assistia o jogo nas tribunas.

Depois de insistir, o primeiro gol alemão veio aos 38 do 1º tempo. O lateral Philippe Lahm cortou para o meio e soltou uma bomba de fora, no canto esquerdo de Sifakis, para abrir o placar para a Alemanha. Schurrle quase ampliou em chute de fora, ainda no primeiro tempo, em que os alemães dominaram totalmente e os gregos só se defenderam e não criam nada de perigo ao gol de Neuer.

A Alemanha voltou do intervalo com a mesma disposição e se colocou toda a frente para ampliar, porém os gregos, até então acuados atrás, deram um susto nos alemães. Aos 10, Salpingidis avançou pelo lado direito e cruzou para Samaras igualar o marcador.

A empolgação grega durou pouco tempo. Os alemães voltaram a ficar na frente do placar em golaço de Khedira. O volante aproveitou cruzamento de Boateng e deu um lindo sem pulo para estufar as redes. A Alemanha logo ampliou com o veterano Klose, de cabeça, após cobrança de escanteio, dando tranquilidade para a seleção alemã.

A superioridade dos alemães se tornou goleada quando Reus, substituto de Podolski, marcou depois de rebote em chute de Klose. No fim da partida, Salpingidis descontou para os gregos em cobrança de pênalti. Nada que tirasse o mérito da seleção alemã em campo, soberana desde o princípio.

FICHA TÉCNICAALEMANHA 4 X 2 GRÉCIA

Local: Arena Gdansk, em Gdansk (Polônia)Data: 22 de junho de 2012, sexta-feira
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Damir Skomina (Eslovênia)
Assistentes: Primož Arhar e Matej Žuni? (ambos da Eslovênia)
Assistentes adicionais: Slavko Vin?i? e Matej Jug (ambos da Eslovênia)
Cartões amarelos: Samaras e Sokratis (GRE)

Gols: Lahm aos 38 do 1º tempo; Samaras aos 10, Khedira aos 16, Klose aos 23 e Salpingidis aos 44 do 2º tempo

ALEMANHA: Neuer, Boateng, Hummels, Badstuber e Lahm; Khedira, Schweinsteiger e Özil; Schurrle (Muller) , Reus (Gotze) e Klose (Gomez). Técnico: Joachim Löw.

GRÉCIA: Sifakis; Maniatis, Tzavellas (Fotakis), K. Papadopoulos e Torossidis; Sokratis, Makos (Liberopoulos), Ninis (Gekas) e Katsouranis; Samaras e Salpingidis. Técnico: Fernando Santos.



veja também