MENU

Após goleada, Flu não quer time relaxado diante do Internacional

Após goleada, Flu não quer time relaxado

Atualizado: Terça-feira, 8 Maio de 2012 as 8:48

Os sorrisos eram muitos nas Laranjeiras. Afinal de contas, a goleada por 4 a 1 sobre o Botafogo no primeiro jogo da final do Campeonato Carioca, que deixou o clube com a mão na taça, trouxe muita alegria (veja os gols ao lado). Mas os jogadores sabem bem que a concentração não pode acabar. Afinal de contas, na quinta-feira vem outra decisão. O time irá enfrentar o Internacional por uma vaga nas quartas de final da Libertadores. E, no outro domingo, vem o segundo jogo contra o Alvinegro para saber quem irá levantar a taça de campeão Carioca.
A torcida tem se mostrado eufórica e empolgada, mas ninguém no clube quer falar em relaxamento. Thiago Neves, por exemplo, surpreendeu ao afirmar que está mais nervoso com o comportamento do time diante do Internacional do que contra o Botafogo. Segundo o camisa 7, o fato de todos terem tido uma grande atuação no último domingo pode gerar uma tranquilidade para a Libertadores. E nessa competição isso pode ser fatal.
- O maior risco é entrar relaxado na quinta. Esse é meu maior medo. É uma outra competição, outro espírito e precisamos ter o mesmo foco que tivemos diante do Botafogo. Passando esse jogo, aí sim voltamos a pensar no Carioca - afirmou Thiago Neves, lembrando também que, apesar da grande vantagem, ninguém deve achar que o Carioca já está definido.
- Do jeito que nós marcamos quatro gols eles também podem fazer. O Botafogo tem um time de qualidade, que não chegou na final por acaso. Qualidade lá sobra - disse.
Se depender de Jean, Thiago Neves pode ficar tranquilo em relação ao relaxamento. Na visão do volante, o grupo tricolor sabe bem as diferenças do Carioca para a Libertadores. Ele exaltou o empate em 0 a 0 no primeiro jogo, disputado no Beira-Rio, mas garantiu que o time tem capacidade de vencer o rival.
- A margem de erro na quinta é zero. A disputa é muito maior, assim como a luta. Vai ser uma verdadeira guerra. Temos de ter atenção durante os 90 minutos, além de muita inteligência. Só assim vamos conseguir a classificação - afirmou.

veja também