Com gol de Petros, Corinthians vence o Atélico-MG em Itaquera por 1 x 0

Meia, punido com três jogos por empurrão em árbitro, vai para campo e faz o gol da vitória do Corinthians sobre o Atlético-MG, na Arena de Itaquera

Fonte: Globoesporte.comAtualizado: sexta-feira, 12 de setembro de 2014 11:32
Fagner, do Corinthians, encara marcação de Carlos, do Atlético-MG
Fagner, do Corinthians, encara marcação de Carlos, do Atlético-MG

Um gol no começo da partida e a solidez defensiva para segurar a vitória até o apito final. A velha receita corintiana voltou a funcionar após três rodadas sem vitórias no Brasileiro, na noite desta quinta-feira, na Arena de Itaquera. Com o 1 a 0 sobre o Atlético-MG, a equipe de Mano Menezes recupera seu lugar no G-4, perdido na noite anterior para o Grêmio. O clube paulista agora é o terceiro colocado, com 36 pontos. Com a derrota na 20ª rodada, o Galo manteve os 30 pontos, mas caiu uma posição, para oitavo.

O nome do jogo foi o autor do gol, Petros. Julgado e punido horas antes pelo Pleno do STJD com três jogos de suspensão (a pena anterior, de 180 dias, foi revista) por uma trombada no árbitro Raphael Claus no clássico com o Santos pelo primeiro turno, o meia foi a campo porque a punição só começa a valer a partir da publicação da decisão do tribunal, o que deve ocorrer nesta sexta-feira. Assim, Petros, que vinha atuando graças a um efeito suspensivo, desfalcará o Timão nos próximos jogos - mas vai para essa "pausa" com a sensação de dever cumprido.

O jogo na Arena foi uma prévia de uma das quartas de final da Copa do Brasil. Com 11 desfalques, o Atlético-MG apostou em Diego Tardelli, que defendeu a Seleção em dois amistosos nos EUA. O atacante, porém, teve atuação discreta e pouco fez para evitar a derrota em São Paulo. Elias e Gil, os corintianos que estiveram com o grupo de Dunga, também jogaram desde o começo.

Na próxima rodada, o Corinthians vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Flamengo no Maracanã, às 16h de domingo. No mesmo dia, mas às 18h30, o Galo recebe o Grêmio no estádio Independência. As duas equipes voltam a se encontrar no dia 1º de outubro, desta vez por uma vaga nas semifinais da Copa do Brasil. A partida de ida será em Itaquera, e a de volta, no dia 15, em Belo Horizonte.

O jogo

Ambos alvinegros e com camisas listradas, Corinthians e Atlético-MG subiram ao gramado da Arena com uniformes bem parecidos. A semelhança obrigou os jogadores a voltarem aos vestiários para se trocarem, o que atrasou um pouco o início da partida. Com os donos da casa de preto e os visitantes de branco, a bola pôde, finalmente, rolar.

Convocados para os amistosos da Seleção contra Colômbia e Equador, Gil, Elias e Diego Tardelli começaram a partida. Mas os gringos selecionáveis do Corinthians - o uruguaio Lodeiro e o peruano Guerreiro - iniciaram no banco. Mano lançou Petros no campo, apesar da punição do STJD horas antes - a suspensão por três jogos só começa a valer nesta sexta. E foi ele quem abriu o placar, aos 13 minutos, ao completar cruzamento de Romero na área. Até então a partida se desenrolava sem grandes emoções, mas com o Galo mais à vontade. O gol animou o confronto, que ficou aberto, com oportunidades paras os dois lados. Apesar dos sustos sofridos por Cássio e Victor, a vantagem corintiana se manteve até o intervalo.

Com Guilherme no lugar de Carlos, Levir Culpi iniciou a etapa final disposto a transformar o amplo domínio da posse de bola (60% no primeiro tempo) em, ao menos, um empate. O cenário, porém, ficou inalterado: os mineiros comandavam o meio-campo, os paulistas partiam em velocidade - num contra-ataque, Renato Augusto quase ampliou num chute forte que tocou na trave. Resultado justo.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições