Com lesão de Ricardo Goular, Dunga convoca Kaká

Fonte: Terra.comAtualizado: sexta-feira, 3 de outubro de 2014 14:45

Depois de chamar Marcelo Grohe e Souza na última quinta-feira, Dunga anunciou mais uma convocação surpreendente para a Seleção Brasileira que enfrentará Argentina (em 11 de Outubro, pelo Superclássico das Américas, na China) e Japão (no dia 14 de outubro, em amistoso realizado em Cingapura). Kaká, melhor jogador do mundo em 2007 e principal jogador do São Paulo na atual edição do Campeonato Brasileiro, está de volta ao selecionado nacional. O meio-campista de 32 anos foi convocado pelo treinador para o lugar do cruzeirense Ricardo Goulart.

O meia-atacante da equipe mineira sentiu um desconforto muscular na coxa esquerda durante treinamento do Cruzeiro na última quinta-feira e foi cortado da lista de Dunga nesta sexta. Isto porque ele realizou exames em Belo Horizonte e teve constatado um estiramento. Assim, Kaká foi chamado para substituí-lo e está de volta à Seleção após pouco mais de um ano – seu último jogo com a camisa amarelinha foi contra a Rússia, em 25 de março de 2013, quando Luiz Felipe Scolari ainda era o treinador da equipe.

O meia desfalcará o São Paulo nas 27ª e 28ª rodadas do Campeonato Brasileiro, contra Atlético-PR e Atlético-MG, respectivamente. Ele também deve ficar de fora do jogo de volta do time tricolor na Copa Sul-Americana, contra o Huachipato, no dia 15. Sua volta ao clube do Morumbi, então, está garantida apenas para o duelo diante do Bahia, no Morumbi, em 18 de outubro.

A convocação desta sexta-feira prova que Dunga não hesitará em chamar jogadores que estejam em bom momento, independente da idade. Kaká já tem 32 anos e, em 2018, ano da próxima Copa do Mundo, possuirá 36. Apesar disto, o jogador goza de muito prestígio junto a Dunga, técnico que o elegeu líder da Seleção Brasileira que disputou o Mundial de 2010, na África do Sul.

Na ocasião, Kaká vivia momento delicado na carreira, batalhando contra problemas físicos e também contra a falta de sequência no Real Madrid, mas mesmo assim seguia como principal jogador da equipe nacional. Desde a saída de Dunga após a Copa de 2010, o meia foi chamado por Mano Menezes para alguns amistosos, mas perdeu espaço principalmente com Felipão.

O melhor jogador do planeta só viu o seu nome na lista de convocados para os amistoso contra Itália e Rússia e, assim, ficou de fora da Copa das Confederações e da Copa do Mundo. Desde o seu último chamado para a Seleção, ele deixou o Milan, acertou transferência ao Orlando City, dos Estados Unidos, e também começou a jogar no São Paulo por empréstimo até o fim do ano. Neste momento, é o principal jogador da equipe tricolor, que ocupa a terceira colocação na Série A.

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições