Em casa, Corinthians não reage e empata com a Chapecoense

Com ajuda de Ferrugem, catarinenses fazem bom segundo tempo e por pouco não deixam a Arena do Timão com uma vitória

Fonte: Globoesporte.comAtualizado: sexta-feira, 19 de setembro de 2014 11:19
Guerrero tenta arremate, acompanhado pelo zagueiro Jaílton
Guerrero tenta arremate, acompanhado pelo zagueiro Jaílton

Mano Menezes resolveu mudar o Corinthians na noite desta quinta-feira, pelo Campeonato Brasileiro, e testar mais uma formação para combater a irregularidade da equipe, escalando Malcom e Jadson. A Chapecoense, porém, não esteve nem aí para as tentativas do treinador corintiano. O time catarinense mandou no segundo tempo, arrancou um empate por 1 a 1, graças a gol contra de Ferrugem, e por muito pouco não conseguiu a virada. O jovem Malcom, de 17 anos, abriu o placar para o Timão, marcando seu primeiro gol como profissional.

Com o empate na partida pela 22ª rodada, o Alvinegro foi a 37 pontos e se mantém na quarta colocação. Já a Chape, agora com 24 pontos, permanece na 14ª posição, mas com dois de vantagem para o Botafogo, 17º e primeiro integrante do Z-4.

O Corinthians volta a campo no domingo, às 16h, para enfrentar o São Paulo, em casa. No mesmo dia, mas às 18h30, a Chapecoense recebe o Grêmio, na Arena Condá, ambos pelo Campeonato Brasileiro.

O jogo

Com Jadson na vaga de Renato Augusto, Mano Menezes deixou claro que o pensamento do Corinthians estava no clássico contra o São Paulo, domingo. Como o contrato do camisa 10 o impede de enfrentar o Tricolor, o treinador optou por dar uma chance ao meia diante dos catarinenses - assim, guardou Renato Augusto para o Majestoso. Mas a maior surpresa da escalação foi a presença de Malcom, de apenas 17 anos, entre os titulares. O garoto precisou de apenas nove minutos para corresponder e deixar o comandante satisfeito. Recebeu na direita, cortou para dentro e bateu de pé esquerdo: 1 a 0.

A empolgação inicial, porém, acabou antes mesmo dos dez minutos de jogo. À exceção de um lance em que Guerrero reclamou com razão de pênalti em disputa com Fabiano, a euforia corintiana, dentro e fora de campo, foi diminuindo aos poucos. A Chapecoense, então, cresceu e, no segundo tempo, tomou conta do jogo. Logo aos quatro minutos da etapa final, Ferrugem se atrapalhou sozinho após cruzamento da esquerda e marcou contra. O gol empolgou os catarinenses, que dominaram o meio-campo e só não viraram a partida porque Fábio Santos salvou chute de Fabinho Alves em cima da linha, aos 34. O Corinthians, totalmente descoordenado, errava passes simples e, por isso, não conseguiu reagir. Melhor para a Chape.

 


Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições