MENU

Em primeira despedida de Guardiola, Barça pinta o sete e adia título do Rea

Barça atropela o Rayo na despedida de Guardiola

Atualizado: Segunda-feira, 30 Abril de 2012 as 8:11

A primeira reação do Barcelona ao anúncio da saída de Josep Guardiola foi das melhores. Praticando o futebol que o notabilizou em todo o mundo, a equipe catalã atropelou o Rayo Vallecano, por 7 a 0, no Estádio de Vallecas, e adiou o título antecipado do Real Madrid na capital espanhola, que dependia de uma derrota do arquirrival para se sagrar campeão após fazer sua parte e derrotar o Sevilla, por 3 a 0, no Santiago Bernabéu.

Lionel Messi, é claro, foi o grande destaque da partida. O craque argentino marcou dois gols, se igualou a Cristiano Ronaldo na artilharia da competição, com 43, e ainda participou de outros quatro tentos, de Rober (contra), Keita e Pedro, duas vezes.

Goleada com polêmica

O brasileiro naturalizado espanhol Thiago Alcântara completou o placar e causou polêmica na comemoração, ao dançar "Tchu tchá" com Daniel Alves, que novamente começou no banco de reservas: o capitão Puyol não gostou da celebração em frente à torcida adversária e acabou com a festa em poucos segundos. Depois da partida, Guardiola afirmou que não se tratava de "atitude de um jogador do Barcelona". Os atletas se desculparam através de seus perfis no Twitter.

- Queria pedir perdão aos torcedores do Rayo que se sentiram ofendidos com a dança. Em nenhum momento quis ofender ninguém, apenas me sentir bem. Me disseram uma vez quando criança que o futebol era para se divertir - disse Dani Alves.

- Peço desculpas se eu ofendi o Rayo durante a comemoração. A emoção de ter feito o gol me fez cometer um erro. Não voltará a acontecer - encerrou Alcântara.

Fora a pequena polêmica, os visitantes festejaram os gols como se nada tivesse acontecido nos últimos dias. O time, porém, foi eliminado na semifinal da Liga dos Campeões para o Chelsea e viu o treinador declarar que irá deixar o clube ao fim da temporada, além de estar virtualmente fora da disputa do título espanhol.

O sucessor no comando, Tito Vilanova, esteve normalmente no banco de reservas ao lado de Guardiola durante a partida. Esta foi a primeira das quatro "despedidas" de Pep como técnico do Barcelona, já que ainda restam três compromissos pelo Espanhol e a decisão da Copa do Rei, no dia 25 de maio, diante do Athletic Bilbao.

O resultado mantém a diferença de sete pontos entre merengues e catalães (91 a 84). Para conquistar o campeonato, no entanto, agora bastará ao Real Madrid derrotar o Athletic Bilbao, na próxima quarta-feira, em San Mamés - sem depender do Barça, que receberá o Málaga, no Camp Nou. Ambos os jogos fazem parte da 20ª rodada, que foi adiada.

veja também