MENU

Federação Paulista proíbe Mancha Alviverde e Gaviões nos estádios

Federação Paulista proíbe Mancha Alviverde e Gaviões nos estádios

Atualizado: Segunda-feira, 26 Março de 2012 as 6:06

iG São Paulo

Polícia pediu e entidade concordou em banir as principais organizadas de Palmeiras e Corinthians

 

 

André Alves \"Lezo\", morto baleado após briga

Foto: Reprodução/Facebook

A FPF (Federação Paulista de Futebol) divulgou nesta segunda-feira um comunicado banindo dos estádios as torcidas organizadas Mancha Alviverde, do Palmeiras, e Gaviões da Fiel, do Corinthians. A entidade afirma que a solicitação partiu da Decradi (Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), depois da briga que envolveu cerca de mil torcedores na manhã do último domingo, na zona norte de São Paulo, e deixou um torcedor palmeirense morto.

 

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

André Alves, de 21 anos, morreu na noite deste domingo. Membro da torcida organizada Mancha Alviverde, ele foi baleado na cabeça durante briga com integrantes da Gaviões da Fiel e teve perda de massa encefálica. Após a briga, o torcedor foi socorrido e levado pela Polícia Militar para o hospital Vila Cachoeirinha. André Alves ainda teve uma parada cardíaca e os médicos conseguiram reanimá-lo. No entanto, por voltas das 20h (horário de Brasília), ele não resistiu.

VIA SAMPAIO: Palmeiras lamenta morte de torcedor e repudia violência

O gerente de futebol César Sampaio foi o único representante do Palmeiras no velório de André Alves, na manhã desta segunda-feira. Em meio ao clima de emoção, o dirigente lamentou a morte e pediu que todos no meio esportivo se posicionem contra a violência: "Em nome da instituição, vim prestar sentimentos à família. Independentemente do resultado esportivo, a maior perda para nós, palmeirenses, foi essa. A gente é contra a violência porque com isso perde todo mundo. Temos que nos posicionar para que isso acabe", declarou.

 

 

Membros da organizada Mancha Alviverde compareceram ao enterro de André Alves, na manhã desta segunda

Foto: AE

Segundo a Polícia Militar, cerca de mil torcedores dos dois clubes se enfrentaram. A briga começou quando um grupo de palmeirenses foi cercado por corintianos na altura da Rua Antônio de Couros. Barras de madeira e ferro foram apreendidas e vários envolvidos foram encaminhados ao 72º DP.

 

TRAGÉDIA: Morre palmeirense que foi baleado antes do clássico

"Estávamos conduzindo os torcedores do Palmeiras do Terminal Cachoeirinha em direção à Freguesia do Ó, eram de 500 a 1.000 pessoas. A torcida vinha de forma pacífica, mas o problema é que vinham torcedores do Corinthians de outro lugar, o que não nos foi informado. Houve o confronto e a Polícia Militar teve que interferir de forma eficaz", disse o tenente Marcos Dallagnol, do 18º DP.

RELEMBRE: Briga generalizada deixa dois baleados e torcedor em estado grave

 

\"Barras

Barras de madeira e ferro foram apreendidas após a briga entre membros da Gaviões da Fiel e da Mancha Alviverde, no domingo

Foto: AE

Em agosto de 2011, após o encontro entre as duas equipes pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o torcedor corintiano Douglas Karin Silva, de 27 anos, foi encontrado morto no rio Tietê, em São Paulo. De acordo com a família da vítima, ele teria se envolvido em um confronto entre torcidas organizadas, após sair de casa dizendo que ia para a quadra da Gaviões da Fiel. Acredita-se que a morte de Douglas Silva no último ano tenha motivado o confronto entre torcedores neste domingo. A Polícia ainda apura se o confronto foi marcado pela internet.

 

Confira a nota publicada no site da FPF:

“A Federação Paulista de Futebol, por meio de seu presidente, Marco Polo Del Nero, resolveu, na tarde desta segunda-feira, proibir a entrada nos estádios das torcidas organizadas Mancha Alvi Verde e Gaviões da Fiel ligadas, respectivamente, a Palmeiras e Corinthians.

A decisão se dá por conta do confronto envolvendo as duas torcidas no último domingo, na Avenida Inajar de Souza, resultando na morte do torcedor palmeirense André Alves Lezo, de 21 anos.”


Continue lendo...

veja também