MENU

Felipão teme desestabilidade após fim de série invicta

Felipão teme desestabilidade após fim de série invicta

Atualizado: Segunda-feira, 26 Março de 2012 as 10:36

O técnico Luiz Felipe Scolari esteve perto de superar seu próprio recorde de invencibilidade no Palmeiras. Sem perder há cinco meses e 22 jogos (contando o amistoso contra o Ajax-HOL, em janeiro), faltou apenas um para igualar à série invicta de 23 partidas entre 1997 e 1998. No entanto, a sequência caiu justamente contra o Corinthians, maior rival do Alviverde, no último domingo. A partir desta segunda-feira, Felipão começa a trabalhar o psicológico dos jogadores para não abalar o bom desempenho do time no ano, e o Verdão repetir o filme de terror do ano passado.

Em 2011, o time começou o Brasileirão com ótimas atuações e terminou primeiro turno brigando pelo título. No entanto, problemas extracampo somados às derrotas abalaram a equipe, e o rendimento despencou. Mais tranquilo que de costume após as derrotas, o técnico pegou leve nas críticas ao descontrole do Verdão no segundo tempo do dérbi.

- O que você quer que eu faça? Brigue com eles? Jogo tem de ser jogado em campo. Não vai adiantar depois de uma derrota, após 22 jogos, fazer terra arrasada porque tomamos dois gols em lances que trabalhamos muito. É só corrigir e seguir trabalhando. Essa é a nossa função e a dos jogadores. Não adianta sair brigando - ressaltou o técnico.

- Para mim, não faz diferença perder clássico. Vou mostrar a eles que se tivessemos perdido para o São Paulo, Guaratinguetá, eram os mesmos três pontos. Mas sabemos e o torcedor também: a única coisa que não queríamos era perder esse tipo de jogo. Perdemos, agora é trabalhar para voltar a ter a equipe organizada para o resto do campeonato - completou.

O comandante alviverde evita apontar um favorito para o Paulistão e vê os quatro times grandes com um rendimento parecido até o momento. Nesta quarta, às 22h, contra o Paulista, em Jundiaí, Wesley já deve estar à disposição de estrear, mas o técnico despista e não garante que levará o meia para a partida. Até o momento, o time cumpre o planejamento: permanecer entre os três primeiros para jogar com mando de campo nas fases seguintes.

- Todos têm as mesmas condições, um dia um pouco melhor ou pior. Vejo as quatro equipes muito bem posicionadas, jogando 70% de seu futebol em quase todos os jogos. Vai depender do primeiro cruzamento entre os oito para vermos o que vai acontecer.

veja também