MENU

Fifa aprova divisão do Comitê de Ética para investigação

Fifa aprova divisão do Comitê de Ética para investigação

Atualizado: Sexta-feira, 30 Março de 2012 as 11:16

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, anunciou nesta sexta-feira mudanças no Comitê de Ética da entidade. De acordo com as medidas tomadas no Comitê Executivo, o órgão responsável por investigar denúncias de corrupção será dividido em dois, sendo um para investigar as acusações e outro para julgá-las.

"Dia histórico para o processo de reforma da Fifa: a instalação de duas câmaras para o comitê de ética. Uma investiga e a outra age como um juiz. Fiz esta proposta em maio de 2011. Estou feliz que os executivos concordaram em me apoiar nesta reforma crucial", escreveu Blatter nesta sexta-feira em seu Twitter pessoal.

A decisão pela mudança acontece após o Comitê de Ética da Fifa ter arquivado algumas denúncias de corrupção por falta de provas. Um dos casos que chegou a ser pauta no órgão foi o de supostos pagamentos de propina durante o processo de escolha das sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022.

Segundo a Fifa, a reforma do Comitê de Ética era um dos aspectos defendidos por Mark Pieth, professor do Instituto de Governança da Basileia que foi nomeado pela entidade para comandar reformas internas após uma série de denúncias de corrupção nos últimos anos.

O presidente da CBF e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014, José Maria Marin, o presidente da Federação Paulista e novo membro do Comitê Executivo da Fifa, Marco Polo Del Nero, estão participando do encontro da Fifa em Zurique, na Suíça.

veja também