MENU

Gebrselassie diz que ainda corre para não engordar como Ronaldo

Gebrselassie diz que ainda corre para não engordar como Ronaldo

Atualizado: Segunda-feira, 19 Março de 2012 as 1:20

EFE

Aos 38 anos, veterano etíope, bicampeão olímpico, caiu de rendimento, mas ainda compete para manter o corpo em forma

 

 

Ronaldo relaxou na forma física depois da aposentadoria

Foto: Agência O Globo

A atual forma física de Ronaldo, o &Fenômeno&, inspira o etíope Haile Gebrselassie, uma das maiores lendas da história do atletismo, a se manter em forma e não se descuidar da balança.

 

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Em entrevista publicada nesta segunda-feira pelo jornal alemão Frankfurter Allgemeine, Gebrselassie, medalhista olímpico de ouro em 1996 e 2000 nos 10.000 metros e ex-recordista mundial da prova, criticou o excesso de peso do ex-jogador, e disse que não quer engordar após encerrar a carreira.

"Ontem vi Ronaldo na televisão. Incrível como engordou. Não quero terminar assim, de verdade. Por isso continuo correndo e competindo", disse Gebrselassie.

Leia também: "Faltam outros como Bolt no atletismo", diz Haile Gebrselassie

O atleta, de 38 anos, foi dono até o ano passado do recorde mundial da maratona, mas agora seus tempos não têm sido suficientes para que ele consiga a classificação para os Jogos Olímpicos de Londres. Com isso, o etíope já admite que não deverá continuar as tentativas.

"Londres será em breve. Três atletas do meu país correram abaixo de 2h04min, outros três em 2h05min. Meu tempo é quase quatro minutos mais lento que o do etíope mais rápido", explicou.

Leia mais notícias sobre o atletismo no iG Esporte

 

 

Ronaldo relaxou na forma física depois da aposentadoria

Foto: Agência O Globo

A possibilidade de se classificar para outra distância também foi descartada por Gebrselassie pois, segundo ele, ninguém aceitaria que voltasse dos Jogos Olímpicos sem uma medalha.

 

"Não devo correr mais por meu país porque sei o que os etíopes esperam. O que eles querem é o ouro. Não querem ver Haile Gebrselassie, com a bandeira etíope no peito, ser derrotado por algum outro atleta", declarou.

No entanto, o astro das provas de longa distância disse que este cenário não o levará a encerrar a carreira.

"As pessoas não entendem minha filosofia, mas simplesmente preciso continuar correndo, e para isso preciso de competições. Meu corpo tem que suar. Mas para suar de verdade, tenho que ter uma meta. Não posso correr só para me divertir", finalizou.


Continue lendo...

veja também