MENU

Inseparáveis, David Luiz e Ramires levam Brasil ao topo da Europa

Inseparáveis, David Luiz e Ramires levam Brasil ao topo

Atualizado: Segunda-feira, 21 Maio de 2012 as 10:35

 A parte mais extrovertida do título europeu do Chelsea certamente é a verde e amarela. Inseparáveis durante toda a temporada, David Luiz eRamires mantiveram firme a parceria que começou ainda nos tempos de Benfica para comemorarem a conquista da Liga dos Campeões da Europa, no último sábado, com vitória por 4 a 3(veja os gols) nos pênaltis, após 1 a 1 no tempo normal e prorrogação, diante do Bayern de Munique, na Allianz Arena. Assim como em campo, quando correram de um lado para o outro com a bandeira do Brasil, zagueiro e meio-campo atenderam a imprensa juntos e extravasaram a alegria e admiração mútua ao término de uma temporada inesquecível.


Mais extrovertido da dupla, David Luiz praticamente monopolizou os microfones e de cara já brincou com o nervosismo do amigo, que não entrou em campo por estar suspenso, e ficou roendo as unhas como torcedor.


- Ele estava branco no intervalo (risos).

A brincadeira foi respondida com uma gargalhada pelo camisa 7, que foi substituído pelo jovem Bertrand. Conforme já tinha revelado ao GLOBOESPORTE.COM na véspera do confronto, Ramires não é dos mais calmos quando a missão é torcer. E o prognóstico de nervosismo se confirmou durante a partida em Munique.

- Eu não sabia se chorava, se sorria, se suava. Não sei nem o que estava acontecendo. Quando os caras fizeram o gol, não deixei de acreditar. E quando o Didier fez o gol eu pensei: “Vamos levar isso aí”. Na hora do pênalti (perdido por Robben, na prorrogação), eu nem olhei. Me encolhi todo, botei a mão no rosto e esperei a reação da torcida. Quando ouvi que o som vinha do lado do Chelsea, olhei e o Petr estava com a bola na mão. Dei soco na placa, gritei. É horrível ficar fora.


Amigos desde os tempos de Benfica, Ramires e David Luiz já tinham conquistado juntos também o Campeonato Português e a Copa da Inglaterra. De Lisboa a Londres, a relação ficou ainda mais forte e ultrapassou os limites do campo, tanto que o volante não se privou de reforçar o peso da amizade.


- Eu o amo. Mas minha mulher não pode ler isso, senão fica brava (risos).


- Fica mesmo (gargalhadas) – respondeu David, mas Ramires completou.


- Nossa amizade é forte. Não é porque estou do lado dele. Somos irmãos mesmo. Aqui no Chelsea essa relação se fortaleceu muito. Um aconselha o outro. Estamos muito felizes.

 

Foto: Cahê Mota / Globoesporte.com

veja também