MENU

Inter abre o placar, mas Botafogo busca empate no Engenhão

Inter abre o placar, mas Botafogo busca empate no Engenhão

Atualizado: Sexta-feira, 14 Setembro de 2012 as 7:50

Gazeta

Sem Seedorf, machucado, o Botafogo não conseguiu repetir as últimas atuações e precisou recorrer aos jovens para conseguir a igualdade, com Cidinho

Depois de três vitórias consecutivas, o Botafogo frustrou sua torcida ao empatar com o Internacional por 1 a 1, na noite desta quinta-feira, no Engenhão. O resultado fez a equipe de General Severiano seguir na quinta posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro com 38 pontos ganhos. O Inter ocupa a sétima colocação com 36 pontos ganhos.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Sem o holandês Seedorf, vetado por problemas musculares, o Botafogo não conseguiu repetir as últimas atuações e precisou recorrer aos jovens para conseguir a igualdade, com Cidinho. O Inter saiu na frente com Leandro Damião.

Durante a maior parte do jogo, o time visitante foi melhor, mas não conseguiu transformar o domínio em gols e ampliar. O uruguaio Forlán entrou durante o segundo tempo e teve uma atuação apenas discreta.

Agora, na próxima rodada, o Botafogo enfrenta a Ponte Preta, em Campinas. Já o Internacional recebe o Sport, em Porto Alegre. As duas partidas serão realizadas no domingo, às 18h30 (horário de Brasília).

O jogo 

O Botafogo começou a partida no ataque, tentando explorar os lados do campo para tentar penetrar na defesa do Internacional. Aos quatro minutos, Andrezinho fez ótima jogada pela direita e cruzou para Elkeson, mas a zaga aliviou. A resposta do Inter foi rápida, um lançamento longo para Cassiano que forçou o goleiro Jéfferson a sair do gol para afastar o perigo. Logo depois, o time dirigido por Fernandão voltou a pressionar e Leandro Damião, de cabeça, encobriu a trave.

Os meias Andrezinho e Lodeiro caíam pelas laterais para organizar tabelas com Lucas e Márcio Azevedo e assim abrir espaços na defesa da equipe visitante. Aos 14 minutos, Lodeiro foi desarmado pelo lateral Zé Mário que arrancou em velocidade, pela esquerda, e cruzou com violência, para irritação dos atacantes que esperavam o lançamento e viram a bola sair pela lateral.

Aos 25 minutos, após cobrança de escanteio por Lodeiro, o goleiro Muriel saiu mal, mas Elkeson não conseguiu fazer a cabeçada. Quatro minutos mais tarde, o Inter perdeu a primeira grande oportunidade para marcar.

Cassiano arrancou pela direita e cruzou para Leandro Damião que entrava pelo meio, o atacante fez o corta-luz, enganou a zaga, e a bola sobrou limpa para D´Alessandro que entrou livre pela esquerda, mas o meia argentino concluiu mal e mandou a bola por cima do gol defendido por Jéfferson.

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo e o Internacional continuava mais objetivo. Aos seis minutos. Fred fez boa jogada e rolou para Cassiano chutar rasteiro de dentro da área e assustar o goleiro Jéfferson. No minuto seguinte, foi a vez de Guiñazu concluir com grande perigo.

O time gaúcho seguia pressionando em busca do primeiro gol e o técnico Fernandão decidiu aumentar o poder ofensivo da sua equipe, colocando o uruguaio Pablo Forlán que estava no banco de reservas por ter defendido o Uruguai na terça-feira, pelas eliminatórias sul-americanas.

No Botafogo, Oswaldo de Oliveira decidiu trocar Fellype Gabriel pelo atacante Cidinho, numa tentativa de dar mais velocidade ao time carioca que vinha sendo dominado pela equipe visitante. A entrada de Cidinho melhorou a produção do Botafogo que chegou com perigo aos 18 minutos com um chute de Lucas se aproveitando de um rebote mas a bola subiu muito. O Inter saiu na frente.

Aos 23 minutos, o meia Fred conduziu a bola e descobriu Leandro Damião livre entre os zagueiros. O atacante recebeu a bola, esperou a saída do goleiro Jéfferson e tocou no canto esquerdo para marcar. E o Botafogo chegou ao empate aos 31 minutos quando Jéfferson Paulista fez lançamento perfeito para Cidinho que só teve o trabalho de deslocar o goleiro Muriel.

Os dois times partiram em busca do gol da vitória. Aos 37 minutos, Forlán arriscou uma bicicleta, mas a bola saiu, sem causar problemas para o goleiro do Botafogo. No minuto seguinte, Elkeson teve a camisa puxada por Elton na pequena área, reclamou de forma ostensiva da não marcação do pênalti e acabou sendo advertido com o cartão amarelo.

Forlán ainda colocaria a bola nas redes antes do fim, mas a arbitragem invalidou o lance, marcando impedimento do uruguaio para revolta da equipe gaúcha. Os dois times buscaram o gol da vitória até o final, mas as defesas acabaram ganhando o duelo com os ataques e o placar permaneceu inalterado.

FICHA TÉCNICABOTAFOGO 1 x 1 INTERNACIONAL

Local: Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro
Data: 13 de setembro de 2012, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Elmo Resende Cunha (GO)
Assistentes: Marcelo Van Gasse (Fifa-SP) e Ivan Bohn (PR)
Cartão Amarelo: Elkeson (Botafogo); Elton, D’Alessandro (Internacional)
Gols: BOTAFOGO: Cidinho, aos 31 minutos do segundo tempo; INTERNACIONAL: Leandro Damião, aos 23 minutos do segundo tempo.

BOTAFOGO: Jéfferson, Lucas, Fábio Ferreira, Dória e Márcio Azevedo; Gabriel, Jadson (Jéferson Paulista), Fellype Gabriel (Cidinho), Andrezinho e Lodeiro (Sassá); Elkeson
Técnico: Oswaldo de Oliveira

INTERNACIONAL: Muriel, Edson Ratinho, Rodrigo Moledo, Índio e Zé Mário (Lucas Lima); Elton, Guiñazu, Fred (Jackson

 

 

Guiame

veja também