MENU

"Mistão" do Santos não sai do zero com o Sport na Vila Belmiro

"Mistão" do Santos não sai do zero com o Sport na Vila Belmiro

Atualizado: Domingo, 27 Maio de 2012 as 6:17

Desfalcado de alguns de seus principais jogadores, como o atacante Neymar e o goleiro Rafael, convocados para a seleção brasileira - além do meia Paulo Henrique Ganso, operado no joelho na última sexta - o Santos ficou no 0 a 0 com o Sport neste domingo, na Vila Belmiro, pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro. O clube praiano até usou vários titulares, como a dupla de zaga Durval e Edu Dracena, além dos volantes Adriano e Arouca e o atacante Alan Kardec, mas pouco fez para furar o forte esquema defensivo armado pelo técnico Vágner Mancini na equipe pernambucana.

O time alvinegro, porém, teve as melhores chances da partida, uma nos pés do lateral Juan e a outra na cabeça de Edu Dracena, enquanto o clube rubro-negro fez questão de se defender bem e tentar a sorte nos contra-ataques. O goleiro reserva Aranha até viu sua meta ser ameaçada algumas vezes, mas não teve que fazer nenhuma grande intervenção durante todo o duelo. Com o resultado, o Santos chega a dois pontos em duas partidas (ainda sem anotar nenhum tento), ficando na 11ª colocação do Brasileirão. O Sport também empatou duas até o momento, mas por ter marcado mais gols está em 9º.

 

Na próxima rodada, que só acontecerá após a pausa para as datas Fifa nos próximos dias, o Santos encara o Fluminense, novamente na Vila Belmiro. A partida está marcada para o dia 6 de junho (quarta-feira), às 21h50 (horário de Brasília). No mesmo dia, mas às 19h30, o Sport recebe o Palmeiras na Ilha do Retiro. Ambas as partidas são válidas pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo Cheio de desfalques por causa de lesões e convocações para a seleção, o Santos começou em cima do Sport e deu o primeiro susto: aos 8min, Alan Kardec bateu de esquerda e viu a bola raspar a trave de Magrão. Dominando completamente o adversário - com mais de 60% da posse de bola -, o time praiano, porém, não tinha vida ão fácil contra o esquema compacto armado pelo técnico Vágner Mancini. Pouco a pouco, o clube pernambucano também foi achando espaços na zaga santista e chegou bem aos 18min, quando Marquinhos Gabriel achou Rithelly livre, mas o meia chutou fraco ao lado da meta de Aranha. Tentando surpreender o time da casa, o Sport ainda tentou marcar mais uma vez quatro minutos depois, em chute fraco de Felipe Azevedo.

Já sofrendo com os desfalques, o Santos ainda perdeu mais um jogador por lesão, quando o lateral Rafael Galhardo sentiu dores musculares e deu lugar a Maranhão. O time alvinegro sofria com a falta de entrosamento de seu ataque remendado, e vivia de jogadas individuais. Aos 40min, Felipe Anderson enfileirou zagueiros e bateu bem de esquerda, mas parou na defesa de Magrão. Depois, foi a vez de Maranhão receber cruzamento rasteiro após boa trama entre Alan Kardec e Gérson Magrão. O ala, porém, isolou por cima, mesmo com o goleiro do Sport fora da meta. Sem tantas emoções, porém, o jogo acabou em 0 a 0 na primeira etapa.

 

Na volta dos vestiários, o Santos por pouco não abriu o placar logo no primeiro lance. Querendo mostrar serviço, Felipe Anderson escapou pela esquerda e cruzou com veneno, mas a zaga do Sport salvou antes que Alan Kardec chegasse cabeceando. Mas a bruxa estava solta, e o clube praiano perdeu mais um jogador por lesão: Bernardo sentiu e deu lugar a Henrique. Aproveitando a instabilidade do adversário, os pernambucanos chegaram à entrada da área após boa jogada de Felipe Azevedo, mas Juan desarmou na medida. Pouco depois, Rithelly arriscou de longe e assustou Aranha, levantando a torcida do Sport.

Para esfriar o ânimo do adversário, o Santos buscou jogada com o pivô Alan Kardec, que girou bem aos 7min e bateu de esquerda, para fácil defesa de Magrão. O jogo era bem melhor do que no primeiro tempo, e o goleiro do Sport teve que trabalhar bem na bomba do lateral Juan, que bateu cruzado quase da pequena área. A marcação dos pernambucanos, porém, estava arrumada, e o clube alvinegro tinha dificuldades para chegar com frequência. Segurando um empate que o satisfazia na Vila Belmiro, o Sport ainda arriscava nos contra-ataques, mas sem assustar tanto. Travado, o Santos ainda viu Edu Dracena perder grande chance de cabeça aos 39min, mas o duelo terminou sem gols, com direito a um festival de impedimentos e chutes tortos nos acréscimos.

FICHA TÉCNICA - Santos 0 x 0 Sport Campeonato Brasileiro 2012 - 2ª rodada
Local: estádio Vila Belmiro, em Santos-SP
Data: 27 de maio de 2012, domingo
Horário: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Roberto Braatz (PR) e Tatiana Jacques de Freitas (RS)
Cartões amarelos: Rafael Galhardo e Arouca (SAN); Edcarlos (SPO)

SANTOS: Aranha; Rafael Galhardo (Maranhão), Durval, Edu Dracena e Juan; Adriano, Arouca, Gérson Magrão (Rentería) e Felipe Anderson; Bernardo (Henrique) e Alan Kardec Técnico: Muricy Ramalho

SPORT: Magrão; Moacir, Bruno Aguiar, Edcarlos e Rivaldo; Tobi, Marquinhos Paraná (Reinaldo), Rithelly e Thiaguinho; Felipe Azevedo e Marquinhos Gabriel (Renato) Técnico: Vágner Mancini


veja também