MENU

Nova atração no futebol de areia, Dida ainda pretende voltar a jogar

Nova atração no futebol de areia, Dida ainda pretende voltar

Atualizado: Quinta-feira, 10 Maio de 2012 as 10:10

Após dez anos atuando pelo Milan, Dida está de volta à equipe italiana. Mas, desta vez, o goleiro brasileiro tem uma nova missão: defender, sem luvas, a meta da equipe no II Mundialito de futebol de areia. A competição será disputada do dia 12 a 19 de maio, na Arena Guarapiranga, em São Paulo, com transmissão da TV Globo.
Afastado dos gramados desde 2010, quando encerrou o vínculo com o clube rossonero, o veterano de 38 anos aceitou o convite para competir onde não é exatamente a sua praia, mas ainda tem esperança de voltar a jogar profissionalmente. O goleiro campeão mundial com a Seleção Brasileira na Copa de 2002 disse que aguardou por propostas da Europa, mas não houve alguma que lhe chamasse a atenção.
- Eu fiquei treinando na Itália tentando encontrar uma equipe na Europa para mim, só que não consegui arranjar alguma que me interessasse. Minha vontade era ir para a Inglaterra, mas não pude porque sou extracomunitário. Resolvi voltar para o Brasil e tocar minha vida aqui. Estou morando em Belo Horizonte. Eu espero, quem sabe, ainda continuar jogando. Isto depende da proposta que aparecer. Se não, irei permanecer ao lado da minha família. Neste momento que estou parado, fico sempre com eles e isso está sendo importante também.
Mesmo com um currículo campeão, o goleiro disse que não houve qualquer proposta de clubes do Brasil para contar com seu futebol.
- Não houve proposta desde o momento que eu voltei da Itália. Houve alguns contatos só, mas proposta nenhuma.
Convite de última hora
Dida afirmou que seu bom relacionamento com o Milan lhe deu a oportunidade de estrear no futebol de areia.
- O convite surgiu semana passada, praticamente de última hora. Eu conheço o pessoal do Milan, tenho grandes amizades ainda. Eles têm um time chamado Milan Gloria, que faz vários jogos beneficentes pelo mundo. Acredito que esse contato possibilitou a minha vinda pra cá. Vim representar o time e valorizar ainda mais o evento. Quero estar junto com os companheiros e, quem sabe, até jogar. Poder atuar no gol e defender um pouco na areia.
Principante no futebol de areia, Dida analisou as diferenças entre jogar na grama e na praia.
- A diferença é muito grande. As dimensões são outras, a trave também. Não é grama. A dificuldade existe, sim. Principalmente para o goleiro que é bastante usado. Utiliza muito as mãos para lançar. Tem que estar 100% ligado no jogo. Tem que recolocar a bola recuada o mais rápido possível. Tem bastante diferença em relação ao campo.

veja também