MENU

O Palmeiras prepara uma proposta considerada “forte” para ter o meia Alex na próxima temporada

Salário alto, marketing e centenário

Atualizado: Sexta-feira, 5 Outubro de 2012 as 9:05

O Palmeiras prepara uma proposta considerada “forte” para ter o meia Alex na próxima temporada. Sem precisar se preocupar com a compra dos direitos econômicos do jogador, que já rescindiu contrato com o Fenerbahçe, a diretoria vê mais facilidades para fazer um bom projeto que possa atrair o jogador.

Ainda não há nada no papel, mas alguns fatores serão colocados na oferta que será enviada ao meia de 35 anos: um salário considerado “top”, prêmios por metas na Libertadores e em outras competições, e contrato de dois anos para ser o craque do centenário do clube, em 2014.

O Verdão deve oferecer salário superior ao de nomes como Valdivia, mas ainda não sabe se precisará ou não da ajuda de um parceiro.

A ideia do Palmeiras é usar Alex em ações de marketing até a temporada em que o clube completa 100 anos. Ao lado do ex-goleiro Marcos, atual embaixador alviverde, o meia participaria de ações promocionais, seria o principal jogador da equipe e, se assim desejasse, encerraria a carreira no fim de 2014, quando estará com 37 anos.

Além disso, existe a possibilidade de o clube oferecer participação nos lucros na venda de produtos licenciados com a marca do craque. Para isso, ele deve ter direito à camisa 10, hoje utilizada por Valdivia – o Mago já se mostrou aberto a trocar de numeração para agradar ao ídolo.

– Como ele tem um histórico limpo e grande aceitação junto ao torcedor, acredito que o Alex seria um sucesso de vendas. Em relação à camisa, é barbada. Poderíamos também explorar outros produtos. Assim, o Alex se paga – afirmou um dirigente alviverde, que pediu para não ser identificado.

– Se com o Kleber, que deu no que deu, tivemos sucesso, imagine com ele? – indagou o mesmo dirigente, lembrando o atacante que joga atualmente no Grêmio e saiu brigado do clube alviverde.
A ideia do Palmeiras é preparar um projeto robusto e apresentar a Alex assim que ele chegar ao Brasil, o que deve ocorrer dentro de duas semanas. A proximidade do meia com o gerente de futebol César Sampaio e o técnico Gilson Kleina são trunfos da diretoria, mas não são fatores primordiais na escolha do jogador. O presidente Arnaldo Tirone acompanha a questão, mas deixa a dupla como “linha de frente” nas conversas com o meia.
– O César e o Kleina conhecem o Alex há muito tempo, é importante que eles tenham esse contato. Queremos oferecer um contrato bom, se possível por dois anos, para que ele possa jogar no centenário – disse Tirone.

– Não formalizamos proposta, mas oficializamos o interesse. Ele já conhece o clube, tem uma identificação enorme e já sabe o quanto o queremos, tanto clube, quanto torcida. Como profissional, ele disse que precisa primeiro resolver questões da parte burocrática e familiar. Ele disse que ficou lisonjeado com o interesse do Palmeiras, mas não sinalizou com nada ainda. Vamos aguardar a chegada dele para abrirmos negociação – explicou Sampaio.

Alex é declaradamente o sonho de consumo alviverde para 2013 e 2014. Nos bastidores, Arnaldo Tirone até acredita que o acerto com o meia pode facilitar sua reeleição à presidência do clube, no último pleito que terá a participação só dos conselheiros – a partir a eleição seguinte, os sócios com mais de três anos de Palmeiras terão direito a voto.

– Não penso nisso. Quero reforçar o Palmeiras e montar o melhor time possível, comigo ou não na presidência ano que vem – despistou Tirone.

veja também