MENU

Palmeirenses cumprem ameaça e depredam restaurante de dirigente

Palmeirenses cumprem ameaça e depredam restaurante de dirigente

Atualizado: Segunda-feira, 17 Setembro de 2012 as 7:29

Estabelecimento de vice Roberto Frizzo é alvo de grupo de torcedores. Ele e presidente Arnaldo Tirone estavam no local, mas não ficaram feridos

Torcedores do Palmeiras fizeram a promessa contra dirigentes do clube ainda durante o clássico contra o Corinthians, no Pacaembu: “vamos tocar fogo no Frevinho”. Pois na noite deste domingo a ameaça foi cumprida. Um grupo de palmeirenses depredou o Frevo, restaurante de Roberto Frizzo, vice-presidente alviverde, que fica na região dos Jardins.

Cerca de oito torcedores tentaram agredir Frizzo e Arnaldo Tirone, presidente palmeirense, no estabelecimento do vice na noite deste domingo. Nenhum dos dois ficou ferido. Depois, depredaram o local. De acordo com o gerente do restaurante, os vândalos não queriam ferir ninguém, apenas “quebrar tudo”.

O local foi fechado até a chegada da Polícia Militar e os agressores fugiram. Frizzo e Tirone saíram sob escolta da PM e compareceram ao 78º DP para registro de Boletim de Ocorrência.

Os dirigentes já haviam sido alvo da ira da torcida ainda durante o jogo no Pacaembu. Nos minutos finais da partida, um grupo de aproximadamente 20 torcedores pulou as grades que separam as arquibancadas das numeradas e camarotes e correu em direção ao local onde estavam os cartolas. Seis foram detidos.

Existe um temor de que novas revoltas violentas ocorreram ao longo da semana. O Palmeras só não tem a pior campanha do Campeonato Brasileiro porque conta com uma vitória a mais do que o Atlético-GO e está a oito pontos do Flamengo, primeiro clube fora da zona de rebaixamento. A equipe somou apenas 20 pontos em 25 rodadas e tem 13 jogos para evitar a disputa da segunda divisão em 2013.

 

 


Guiame

veja também