MENU

Para curar ressaca, Ponte Preta e São Paulo duelam em Campinas

Para curar ressaca, Ponte Preta e São Paulo duelam hoje

Atualizado: Quarta-feira, 2 Maio de 2012 as 7:56

Ponte Preta e São Paulo entram em campo nesta quarta-feira, às 21h50m, no estádio Moisés Lucarelli, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, para superar as eliminações no Campeonato Paulista. Os dois times perderam no último domingo os clássicos contra Guarani e Santos, respectivamente.

Esta será a primeira vez que os dois times se enfrentam pela competição nacional. O primeiro duelo estava programado para ocorrer na semana passada, mas, por conta da forte chuva que castigou Campinas na quinta-feira, o jogo teve de ser remarcado. A partida de volta será na próxima quinta-feira (10), no Morumbi.

O São Paulo vai para o confronto com um reforço importante em relação à eliminação contra o Santos: Luis Fabiano. Com três cartões amarelos no Paulistão, ele estava suspenso e não entrou em campo diante do Peixe.

O retrospecto do Tricolor no duelo em Campinas é favorável. Foram 63 jogos no Moisés Lucarelli, com 23 vitórias do visitante, 27 empates e apenas 13 êxitos da Macaca. O time do Morumbi marcou 93 gols e sofreu 73.

Se pelos lados do Morumbi a eliminação no estadual foi muito sentida pelos jogadores, o clima de ressaca também tomou conta da Ponte Preta. Até a chuva, que na semana passada ajudou a Macaca, desta vez atrapalhou. Na segunda-feira, a programação de treinos foi alterada por conta de uma nova chuva que deixou o gramado do centro de treinamento alagado. Os reservas, que treinariam no local, precisaram ir até a cidade vizinha, Jaguariúna, enquanto os titulares fizeram musculação no estádio Moisés Lucarelli.

A partida será arbitrada por Luiz Flávio de Oliveira. Os auxiliares serão Marcelo Carvalho Van Gasse e Carlos Nogueira Junior. O duelo será transmitido pela SporTV. O GLOBOESPORTE.COM acompanha o confronto em Tempo Real, com vídeos.

As escalações

Ponte Preta: como Cicinho volta no lado direito, o polivalente Guilherme será desclocado para o meio caso Uendel, que sentiu dores no tornozelo de terça-feira, seja liberado. Neste caso, quem perde a vaga no posto titular é Xaves. Em um time cheio de improvisos, o volante William Magrão retorna e entra na zaga. Somália é outra novidade em relação ao time que perdeu o clássico para o Guarani e barra Gerson da equipe titular. O provável time: Bruno Fuso; Cicinho, Willian Magrão, Ferron e Guilherme (Uendel) ; Xaves (Guilherme), Somália, João Paulo, Caio e Renato Cajá; Roger.
São Paulo: Leão confirmou duas mudanças em relação ao time que foi derrotado pelo Santos, no domingo. Além de Luis Fabiano, que volta ao time após suspensão no lugar de Willian José, o lateral-direito Douglas entrará no lugar de Piris. Esta será a estreia do atleta, que chegou ao clube no início do ano, vindo do Goiás, com um problema no púbis. Por outro lado, o treinador não confirma a escalação de Paulo Miranda e Jadson. O primeiro deve jogar, mas o segundo provavelmente ficará no banco. O time deve ser: Denis; Douglas, Paulo Miranda, Rhodolfo e Bruno Cortez; Denilson, Casemiro e Cícero; Fernandinho (Jadson), Lucas e Luis Fabiano.

Quem está fora

Ponte Preta: o zagueiro Wescley é desfalque. O jogador rompeu ligamento do joelho e ficará ao menos seis meses parado. O volante Gerson, machucado, também não joga.
São Paulo: o técnico Emerson Leão não tem nenhum jogador suspenso. Os únicos desfalques são os lesionados. Rogério (cirurgia no ombro direito), Cañete (cirurgia no joelho direito), Wellington (cirurgia no joelho esquerdo) e Fabrício (estiramento na panturrilha direita).

Fique de olho

Ponte Preta: Somália é, até o momento, o grande reforço da Ponte para o segundo semestre. Ele estreou no jogo da volta contra o Atlético-GO e agora ganha a primeira oportunidade entre os titulares. Kleina o elogiou muito e lamentou o fato de não poder utilizá-lo contra o Guarani, na semifinal do Campeonato Paulista.

São Paulo: Luis Fabiano reencontra pela sexta vez o clube no qual iniciou a carreira. E ele tem um bom retrospecto contra a Macaca. Conseguiu marcar cinco gols. Com o Fabuloso em campo, o Tricolor conquistou duas vitórias contra a Ponte Preta, saiu derrotado uma vez e ainda conseguiu dois empates.

O que eles disseram 

Caio, meia da Ponte Preta: “Estamos até mais abalados, porque perdemos uma semi para nosso maior rival, em uma cidade que tem dois clubes. Vamos buscar forças entre nós, jogadores, e com a torcida, porque será muito importante passar de fase na Copa do Brasil”.
Lucas, meia do São Paulo: “Sabemos que será um jogo difícil lá. Já vencemos este ano em Campinas, mas cada jogo tem uma história e temos de entrar focados sempre. Temos de voltar com um bom resultado para decidir bem no Morumbi”.

Números e curiosidades

* Quem leva vantagem? Veja o histórico de confrontos na Futpédia
* Esta é a primeira vez que Ponte Preta e São Paulo se enfrentam na história da Copa do Brasil.
* A última vitória da Ponte Preta sobre o São Paulo no Moisés Lucarelli aconteceu há sete anos (ou cinco jogos). No dia 19 outubro de 2005, a Macaca venceu o Tricolor por 2 a 0 pelo Campeonato Brasileiro
* Ponte Preta e São Paulo se enfrentaram dez vezes no Moisés Lucarelli nos anos 2000, com seis vitórias do Tricolor, três empates e apenas um triunfo da Macaca.
* Ponte Preta e São Paulo decidiram uma vez o Campeonato Paulista. Foi em 1981. E o Tricolor levou a melhor, conquistando o bicampeonato estadual.
* Desde 1937, ano do primeiro confronto entre as duas equipes, São Paulo e Ponte Preta disputaram 124 jogos por diferentes competições, com ampla vantagem são-paulina, que conseguiu 66 vitórias, contra 19 da Ponte e 39 empates. O São Paulo marcou 224 gols, contra 121 da Ponte.

Último confronto

O último confronto entre as duas equipes acabou com vitória do São Paulo: 3 a 1 no Moisés Lucarelli. O Tricolor venceu de virada. Após Guilherme abrir o placar logo no início da segunda etapa, Lucas igualou o resultado e Willian José marcou duas vezes para concretizar o êxito. O jogo foi válido pela quinta rodada do Campeonato Paulista deste ano. Com o resultado, o time da capital se manteve na liderança da competição naquele momento, e a Macaca caiu para sexto.

veja também