MENU

Pela Copa do Brasil, Paraná quer surpreender o favorito Ceará

Duelo: Paraná quer surpreender o favorito Ceará

Atualizado: Quarta-feira, 18 Abril de 2012 as 8:30

O Paraná volta a campo logo mais, às 21h50min, no Estádio Dorival de Britto com o Ceará com a moral elevada. Com apenas três jogos oficiais no ano, o tricolor surpreendeu o Vozão em Fortaleza com o empate em 2 a 2 e voltou credenciado para conquistar a classificação, já que o clube precisa apenas de uma vitória simples ou até mesmo um empate em 1 a 1 para passar de fase.

Durante a semana, o técnico Ricardinho deu ênfase nos trabalhos físicos dos jogadores para evitar que aconteça o mesmo do jogo de ida, atletas esgotados e sentindo cãibras no final da partida. Apesar das consequências de manter um ritmo de jogo acelerado e pra frente, o treinador espera a mesma postura ofensiva do time na primeira partida e garante um melhor rendimento na Vila Capanema.

Ricardinho matém time titular

Contente com o desempenho do time no primeiro jogo, o técnico Ricardinho optou por repetir a mesma formação no tricolor. Com isso, o Paraná encara o Ceará com Luís Carlos; Paulo Henrique, André Vinícius, Alex Bruno e Henrique; Alex Alves, Douglas Packer, Luisinho e Wendell; Elias e Nilson

Sobre a partida, o treinador tricolor disse que respeita o Ceará, mas em casa, o Paraná terá que chegar ao gol de forma inteligente.

- Jogando em casa, nós temos que ditar o nosso ritmo de jogo, a nossa forma de jogar. Com o apoio do torcedor, inteligentemente, vamos procurar chegar ao gol do adversário. O Ceará é uma equipe boa, uma equipe bem montada, que vem fazendo uma grande temporada e tem bons jogadores. Mas nós também temos bons jogadores e vamos buscar o resultado em casa - disse.

Desfalques e esperança de gols

O meia Bruninho rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho e desfalca o Paraná pelos próximos seis meses. Em contrapartida o atacante Nilson mostrou versatilidade na partida de ida contra o Ceará, em Fortaleza. Além de ser o típico atacante, que tem presença de área e conclui bem, o jogador também pode ser a opção para deixar os companheiros na cara do gol.

Ceará pega Paraná com duas mudanças

O treinador Paulo César Gusmão já definiu a onzena que encara o Paraná. Nesta terça-feira, PC Gusmão comandou o último treino do Vovô, antes da partida. As atividades desta tarde aconteceram no Centro de Treinamento (CT) do Coritiba.

Sem poder contar com o volante Heleno e o meia Reina, o comandante alvinegro lançou Régis no setor de marcação e Rogerinho na criação das jogadas. Sobre a possibilidade de entrar de início, Régis mostrou confiança e prometeu muito determinação no jogo de logo mais.

- Estou trabalhando para conquistar o meu espaço e se ele optar por mim, vou dar o meu máximo. A gente vem treinando forte para chegar bem nas partidas e, para esse jogo, nós vamos com a cabeça tranquila, sabendo que é um jogo difícil, mas sempre confiantes - afirmou.

Com o fim da preparação para o duelo desta noite, a delegação alvinegra está no Hotel, onde ficará concentrada até momentos antes do jogo. O time do Ceará para enfrentar o Paraná nesta quarta-feira será o seguinte: Fernando

Henrique; Apodi, Thiego, Potiguar e Márcio Carioca; Régis, Éverton, Eusébio e Rogerinho; Mota e Felipe Azevedo.

Vovô terá que quebrar Tabu

O torcedor do Ceará terá mais um motivo para se preocupar com a partida. São 30 anos sem derrotar um time paranaense. Refletindo isso em jogos são 13 partidas, entre Séries A e B e Copa do Brasil que o Ceará não sabe o que é vencer um time do Paraná longe dos seus domínios.

O último triunfo do Ceará que nesta quarta-feira necessita de uma vitória simples por qualquer placar por lá foi em 1982, pelo Brasileiro, contra o Atlético/PR, por 3 a 0 (gols de Ramón, Ademir Patrício e João Carlos).

De lá para cá, foram seis derrotas e sete empates em território paranaense, enfrentando, além dos tradicionais Atlético Paranaense, Coritiba e Paraná, os considerados "pequenos" Londrina e o hoje extinto Corinthians/PR.

veja também