MENU

Polícia recolhe munição e cassetete na casa de irmão de torcedor morto

Polícia recolhe munição na casa de irmão de torcedor morto

Atualizado: Quinta-feira, 29 Março de 2012 as 2:32

Tiago é irmão gêmeo de André Alves Lezo, 21, morto após confusão envolvendo cerca de 500 torcedores de Corinthians e Palmeiras, domingo, na Avenida Inajar de Souza, Zona Norte.

Tiago e André integravam a torcida Mancha Alviverde. Outro irmão, Lucas Alves Lezo é vice-presidente da torcida uniformizada do clube.

A Polícia também recolheu da casa de Tiago computadores, celulares e um quadro com a imagem de um boneco apontando duas armas, escrito ‘Mancha’ nas cores branco e verde.

No confronto entre torcedores, morreram os palmeirenses André Alves Lezo e Guilherme Vinícius Jovanelli. O caso é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

De acordo com o diretor do DHPP, Jorge Carrasco, ainda é desconhecida a autoria do homicídio. O DHPP concluiu que a briga foi motivada por vingança da Gaviões devido à morte do torcedor corintiano Douglas Silva, que foi espancado e morto no ano passado.

Alguns investigados no confronto ocorrido no domingo deixaram o Estado de São Paulo, mas deverão ser presos em breve, frisa o diretor. os sete torcedores presos cumprem preventiva de 30 dias.

A Mancha Alviverde diz ter sido alvo de emboscada por parte dos corintianos e crê que a Gaviões alugou um galpão no local da batalha especialmente para aumentar o efetivo no ataque aos palmeirenses. A Gaviões, em nota oficial, nega ter articulado a emboscada.

Na avaliação da delegada Margarette Barreto, não há bonzinhos e nem vítimas nesse confronto. Ela ressalta que torcedores palmeirenses e corintianos se armaram para a briga, acrescentando que não foi solicitada escolta policial justamente para que o embate pudesse acontecer.

veja também