MENU

R10 é oferecido ao Palmeiras, mas Tirone avisa: 'Só se eu sair do clube'

R10 é oferecido ao Palmeiras, será verdade ?

Atualizado: Sexta-feira, 1 Junho de 2012 as 9:58

Ronaldinho foi oferecido ao Palmeiras, mas o clube paulista sequer aceitou conversar. Por meio do empresário Roberto Tadeu, o mesmo que tentou levá-lo ao Verdão em 2011, a diretoria alviverde foi informada do interesse do estafe de R10, que gostaria de vê-lo no clube paulista. A diretoria alviverde recebeu a informação que o craque não permaneceria no Flamengo e foi questionada se o jogador ainda seria um alvo do clube. A resposta do presidente Arnaldo Tirone foi veemente:


– Só se eu sair da presidência do Palmeiras.
No início de 2011, Roberto Tadeu brigou muito para que Ronaldinho defendesse o Verdão. Em várias reuniões com Assis, irmão e procurador do meia, o empresário chegou a demonstrar confiança em um final feliz. Grêmio e Flamengo também estavam no páreo, e o Fla levou a melhor. Por ter tido interesse no passado, o Verdão foi o primeiro alvo do estafe de R10, que também confiava na boa relação do jogador com o técnico Luiz Felipe Scolari.

Arnaldo Tirone não confirmou o contato do estafe de Ronaldinho, mas manteve a opinião: os problemas extracampo trazidos pelo meia, hoje, pesam muito mais do que o bom futebol mostrado no passado. Em 2011, pelos mesmos motivos, o clube descartou a possibilidade de contratar o atacante Adriano – que acabou no Corinthians.


– Temos de pensar no custo-benefício, investimos muito em contratações no começo do ano e nesse momento não valeria a pena. É um craque, mas será que vale o investimento? No Flamengo, não mostrou aquele futebol que conhecemos – ponderou o presidente.


Ao saberem da possibilidade, conselheiros próximos a Tirone logo protestaram. A resistência com o nome de Ronaldinho é enorme, principalmente depois do insucesso nas negociações de 2011. Assis virou persona non grata dentro do Palmeiras, pois o clube se considera “usado” pelos interesses pessoais do agente de R10.
O gerente de futebol César Sampaio conhece Ronaldinho, mas também acredita que este não é o momento para discutir sua contratação.


– Na atual situação, não tem como. Ele é caro demais, precisaríamos de parceiros. Não cabe no que queremos hoje. Mas pelo menos comigo, nunca houve qualquer conversa sobre Ronaldinho – ressaltou Sampaio.

veja também