MENU

'Se fosse para eu sair eu já teria saído há muito tempo', diz Ganso

'Se fosse para eu sair eu já teria saído há muito tempo'

Atualizado: Terça-feira, 27 Março de 2012 as 1:14

Protagonista de um imbróglio contratual com o Santos no início do ano, o meiaPaulo Henrique Ganso afirmou jamais ter decidido, de fato, pela opção de atuar fora do país. O jogador, que chegou a cobrar maior valorização por parte do clube, no qual foi revelado e já conquistou quatro títulos, caracterizou o seu interesse em jogar na Europa como um desejo natural de todo atleta. Segundo ele, a possibilidade poderá se concretizar no futuro como parte do projeto para a sua carreira.

- Sempre tive contrato com o Santos até 2015. Nunca decidi "Eu vou sair". Se fosse para eu sair eu já teria saído há muito tempo. Sou muito feliz no Santos e ainda mais jogando com a camisa do Rei - disse o jogador ao "SporTV News".

- Atuar na Europa é uma coisa natural para todo jogador que deseja crescer no futebol. Os melhores do mundo estão lá. Mas, quem sabe, mais para a frente (eu posso ir) - emendou.

No ano do centenário do Santos, Ganso se envolveu em polêmicas envolvendo o clube e a empresa DIS, que detém 55% dos seus direitos econômicos. O meia chegou a vender 10% a que teria direito sem comunicar a diretoria do Peixe, o que irritou os dirigentes. Para piorar, reclamou da morosidade do clube para dar seguimento à atualização dos valores de seu contrato.

O momento atual, contudo, é de tranquilidade. Com o imbróglio aparentemente resolvido, o meia acumula dois gols e oito assistências na temporada. Integrante da geração santista mais vencedora após a era Pelé, o jogador destacou a importância de se conquistar mais títulos com o Peixe, no qual conseguiu dois Campeonatos Paulista, uma Copa do Brasil e uma Taça Libetadores.

- É difícil igualar alguns números, é complicado. Mas a gente tem que continuar conquistando títulos, porque se não, daqui a pouco, esquece tudo o que a gente conquistou atrás e vamos sumindo do futebol. Temos que ir evoluindo e conquistando títulos - disse.

Ganso afirmou também que o futebol de sua equipe mudou desde que o Peixe sofreu a goleada de 4 a 0 para o Barcelona, na final do Mundial de Clubes 2011. Além de elogiar o time de Messi, o meia reafirmou o fato da decisão ter representado um aprendizado.

- Não é um time, é uma seleção da Espanha, colocando o melhor do mundo, que é o Messi. A gente pode aprender bastante. Não tenho dúvida de que hoje, como a gente joga, a gente pegou muita coisa da equipe deles, isso nos ensinou bastante - analisou.

O meia ainda disse preferir cumprir com excelência o papel do camisa 10. Segundo ele, é melhor ajudar os outros a balançar as redes do que ele próprio anotar o tento.

- O meu gol é a boa assistência. É deixar o Neymar ou o Borges, ou o Arouca, ou o Ibson sempre na cara do gol. Para mim, isso é o meu gol.

veja também