MENU

Tite defende Julio Cesar, mas não garante permanência dele no gol

Tite defende Julio Cesar, mas não garante escalação

Atualizado: Terça-feira, 24 Abril de 2012 as 4:05

Julio Cesar foi o principal assunto da entrevista do técnico Tite, nesta terça-feira, no CT Joaquim Grava. Depois de conversar com o presidente Mário Gobbi Filho e o diretor adjunto de futebol Duílio Monteiro Alves no gramado, o treinador atendeu à imprensa sem fazer qualquer projeção sobre o futuro do goleiro. Ele será titular contra o Emelec, dia 2 de maio, no Equador, pelas oitavas de final da Taça Libertadores?

- Não tem nada decidido. Ele é um jogador tal qual o Cássio e o Danilo Fernandes (goleiros reservas). Estamos avaliando o momento técnico de cada um. Não vou antecipar nada para vocês. A avaliação é técnica. O Corinthians está acima de qualquer coisa. Só vou falar da preparação a partir do momento que fizer um trabalho específico. Agora, o momento é lamber a ferida e botar um ponto final na saída do Paulistão - afirmou.

A pressão sobre Julio Cesar, porém, é enorme. O jogador nunca foi unanimidade no clube e acumula falhas em momentos importantes, como na decisão do Campeonato Paulista do ano passado, contra o Santos, na Vila Belmiro, ao não segurar um chute de Neymar - o Peixe venceu por 2 a 1 e ficou com o título. Tite, porém, sai em defesa do camisa 1.

- O Julio falhou em dois lances (contra a Ponte), mas isso não retira todo o passado e os títulos que ele conquistou no Corinthians. Amplio isso a uma situação para o grupo tudo. Pega tudo de bom e tudo de ruim que o Tite fez, coloca no liquidificador e tira um conceito. Bota tudo de bom e ruim do Julio e você vai ter uma média. Tudo tem importância ou relevância - ressaltou.

Caso opte pela saída do atual titular, Tite tem como opções dois goleiros em situações semelhantes. Danilo Fernandes, de 23 anos, é formado nas categorias de base e tem apenas dez partidas pelo clube. Já Cássio, contratado no início do ano do PSV-HOL, atuou somente uma vez, mas conta a seu favor com a experiência de ter jogado na Europa e passado pelas categorias de base da Seleção Brasileira.

- Ser justo é muito difícil. Eu meço desempenho. Ou então, meu filho seria o zagueiro aqui. Os três são grandes goleiros. O Danilo entrou em um momento difícil, é identificado com o clube, é frio, tem qualidade técnica. O Cássio veio de fora, demorou para entrar em forma porque veio com um peso excessivo, mas tem feito bons trabalhos. Os três geram confiança na equipe.

O treinador falou também sobre a presença do presidente Mário Gobbi Filho no treinamento.

- A figura dele é sempre importante. Nós estamos saindo de uma competição muito importante. Não tem outra forma para retomar o caminho a não ser trabalhar.

veja também