MENU

MST bloqueia sede do Ministério do Desenvolvimento Agrário

MST bloqueia sede do Ministério do Desenvolvimento Agrário

Atualizado: Segunda-feira, 16 Abril de 2012 as 11:21

Um grupo do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) bloqueia a entrada da sede do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MST) desde o início da manhã desta segunda-feira (16), não permitindo a entrada de servidores da pasta no local. O grupo pede mais investimentos em assentamentos e reforma agrária.

Em nota oficial - leia no fim da reportagem -, o ministério informa que tomou "providências jurídicas cabíveis para reintegração de posse" e pede o "bom senso" do movimento para desocupar o prédio. Afirmou ainda que "somente após a liberação do prédio do MDA pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) irá retomar as negociações iniciadas com o movimento no último dia 11 (quarta), junto com o secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho - ocasião em que os ministros receberam líderes do MST e deram início ao diálogo em torno da pauta de reivindicações".

De acordo com a Polícia Militar, cerca de 300 manifestantes ocupam o local. Em nota, o MST informou que 1,5 mil trabalhadores rurais participarão do protesto para "denunciar a estagnação da reforma agrária e a diminuição de investimentos em desapropriações de terras no país por parte do governo federal". O grupo pede ainda o assentamento de 186 mil famílias acampadas. A ocupação começou por volta de 6h.

Conforme o movimento, a ação integra a jornada nacional que o MST promove no mês de abril em todos os anos, o Abril Vermelho, para lembrar o Massacre de Eldorado dos Carajás, no Pará, em 1996, quando 21 sem-terra foram mortos.

Veja nota divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário:

"Nota oficial - Agenda de negociações terá prosseguimento após desocupação do prédio

16/04/2012 10:46

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, vem a público informar que somente após a liberação do prédio do MDA pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) irá retomar as negociações iniciadas com o movimento no último dia 11 (quarta), junto com o secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho - ocasião em que os ministros receberam líderes do MST e deram início ao diálogo em torno da pauta de reivindicações.

Na reunião, ficou estabelecida uma agenda de negociações entre o governo federal e o MST, processo democrático que é incompatível com o comportamento iniciado na manhã desta segunda (16), quando membros do movimento passaram a ocupar o prédio do MDA na Esplanada dos Ministérios, inclusive bloqueando o acesso dos servidores dos três ministérios que integram o prédio aos seus locais de trabalho.

As providências jurídicas cabíveis para reintegração de posse que garanta a normalidade de funcionamento desses órgãos governamentais já estão em andamento, mas o ministério conta com o bom senso do MST no sentido de espontaneamente desocuparem o prédio, para que possa ser dada continuidade a uma agenda de negociações já iniciada, dentro do espírito democrático e republicano que é a marca deste governo."

veja também