MENU

Serafim Junior é eleito prefeito de Campinas em SP

Serafim Junior é eleito prefeito de Campinas em SP

Atualizado: Terça-feira, 10 Abril de 2012 as 1:22

O prefeito de Campinas, Pedro Serafim Junior (PDT), disse que ficou surpreso com a expressiva votação que obteve na Câmara na manhã desta terça-feira (10), quando foi mantido no cargo pelo voto indireto de 22 dos 33 vereadores.

Serafim Junior, que era presidente da Câmara quando assumiu a prefeitura em 26 de dezembro, depois da cassação do vice-prefeito Demétrio Vilagra, disse que o discurso que fez no plenário antes da votação foi baseado no diagnóstico feito durante o recente período à frente da administração municipal.

Desde que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) decidiu, em 16 de fevereiro, que a eleição seria indireta, por conta da cassação do prefeito Hélio de Oliveira Santos (PDT) e do vice Demétrio Vilagra (PT), em 2011, o nome de Serafim foi apontado como favorito.

Apesar de vários vereadores divulgarem que votariam nele, o prefeito declarou que, em alguns momentos, chegou a pensar que não seria eleito. “A eleição é sempre incerta, mas o resultado, felizmente, foi favorável”, avalia.

Serafim Junior disse que os 22 vereadores que escolheram seu nome merecem sua gratidão, mas que os demais – quatro votaram no candidato Arly de Lara Romeo (PSB) e um em Antonio Francisco O Politazador dos Santos (PMN), cinco se abstiveram e um ausente – terão seu respeito.

O prefeito disse que a prioridade de sua gestão será equilibrar as finanças para tornar a cidade governável, investir em educação e saúde, e resgatar o orgulho de ser campineiro. Questionado, o prefeito não quis dar detalhes deste plano, que chamou de "choque de gestão".

Pedro Serafim Junior (PDT) permanece no cargo até 31 de dezembro. O prefeito, que é médico, foi vereador por quatro mandatos, sendo que no último, em 2008, foi eleito com mais de 3,4 mil votos.

Corrupção e mudanças

Desde a cassação de Hélio de Oliveira Santos (PDT), em 20 de agosto de 2011, Campinas mudou de prefeito quatro vezes. Dr Hélio, reeleito em 2008, teve o mandato cassado por suspeita de envolvimento em um suposto esquema de corrupção em contratos públicos da Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa). O vice, Demétrio Vilagra (PT), assumiu a prefeitura, mas também suspeito de integrar o esquema que derrubou o pedetista. Em 19 de outubro, Vilagra foi afastado da prefeitura pela Câmara de Vereadores, pois a Comissão Processante (CP) que estava em andamento para cassá-lo entendeu que ele poderia atrapalhar as investigações.

Com a decisão do Legislativo, Serafim Júnior, então presidente da Câmara, assumiu o cargo, mas ficou somente 10 dias à frente do Executivo, pois uma decisão judicial recolocou Vilagra no comando do Palácio dos Jequitibás. Apesar da decisão, a CP continuou em andamento e o impeachment do petista foi votado e aprovado em 21 de dezembro. Com Demétrio Vilagra também cassado, Serafim Junior voltou à cena e reassumiu a prefeitura.

Votos

Entre os 32 vereadores presentes durante a votação , 5 votaram em Arly de Lara Romêo, Antônio Francisco dos Santos, O Politizador, teve um voto. Os candidatos Jaírson Canário e Josias Lech, do PT, Vicente Carvalho e Zé do Gelo, do PV, se abstiveram da votação.

Ângelo Barreto (PT) - Ausente
Antonio Flôres (PSB) - Arly De Lara Romêo
Antonio Francisco (PMN) - Antonio Francisco
Arly de Lara (PSB) - Arly de Lara Romêo
Artur Orsi (PSDB) - Pedro Serafim Jr.
Aurélio Cláudio (PDT) - Pedro Serafim Jr.
Campos Filho (DEM) - Pedro Serafim Jr.
Cidão Santos (PPS) - Pedro Serafim Jr.
Dário Saadi (PMDB) - Pedro Serafim Jr.
Dr. Sebastião dos Santos (PMDB) - Pedro Serafim Jr.
Dr. Élcio Batista (PSB) - Arly de Lara Romêo
Eliel de Lima (PDT) - Pedro Serafim Jr.
Francisco Sellin (PMDB) - Pedro Serafim Jr.
Gilberto Carlos Cardoso (PSDB) - Pedro Serafim Jr.
Jaírson Canário (PT) - Abstenção
Jorge Schneider (PTB) - Pedro Serafim Jr.
Josias Lech (PT) - Abstenção
Leonice da Paz (PDT) - Pedro Serafim Jr.
Luiz Lauro Filho (PSB) - Pedro Serafim Jr.
Miguel Arcanjo (PSC) -Pedro Serafim Jr.
Paulo Oya (PSC) - Pedro Serafim Jr.
Petterson Prado (PMDB) - Pedro Serafim Jr.
Professor Alberto (DEM) - Pedro Serafim Jr.
Rafa Zimbaldi (PP) - Pedro Serafim Jr.
Sebá Torres (PSB) - Arly de Lara Romêo
Sérgio Benassi (PCdoB) - Arly de Lara Romêo
Tadeu Marcos (PTB) - Pedro Serafim Jr.
Thiago Ferrari (PTB) - Pedro Serafim Jr.
Valdir Terrazan (PSDB) - Pedro Serafim Jr.
Vicente Carvalho (PV) - Abstenção
Zé Carlos (PMDB) - Pedro Serafim Jr.
Zé Cunhado (PP) - Pedro Serafim Jr.
Zé do Gelo (PV) - Abstenção

veja também