MENU

"A despedida é física, não emocional", diz médico de Alencar

"A despedida é física, não emocional", diz médico de Alencar

Atualizado: Quinta-feira, 31 Março de 2011 as 8:13

Responsável nos últimos 13 anos pelo tratamento contra o câncer de José Alencar, o médico Raul Cutait afirmou nesta quarta-feira (30) que não é fácil  se despedir do ex-vice-presidente. Cutait chegou ao velório de Alencar, no Palácio do Planalto, por volta das 20h. "Nenhum médico gosta de se despedir do seu paciente", disse. "A despedida é física, não emocional."

Cutait lembrou do tempo em que tratou de Alencar. "Foi uma convivência de muitos anos, muita atenção para todos os lados, da parte de todos que dele cuidaram, da parte dele com a equipe. Foi uma experiência, como médico, gratificante. Ele, infelizmente, morreu pela doença, mas ganhou muitos anos pela dedicação dele de se tratar, o amor pela vida, o amor pelas coisas que ele fazia, a fé que ele tinha. São valores de vida que mexem com qualquer um de nós", afirmou (saiba o que disseram outros políticos e personalidades).

A última internação de Alencar ocorreu na segunda-feira (28), devido a uma perfuração no abdômen. Nos 13 anos de luta contra o câncer, o ex-vice-presidente foi submetido a 17 cirurgias.

Na terça-feira, dia em que Alencar morreu, Cutait afirmou que a equipe tinha a preocupação de minimizar o sofrimento do ex-vice.

No velório de Alencar, o médico disse que a convivência com o ex-vice-presidente deixou ensinamentos. "Os médicos sempre aprendem com seus pacientes. Eu aprendi que a gente tem de sempre escutar bem o que o paciente quer, para estar sempre pronto a dar para o paciente o que ele precisa", disse.

Entre 12h45 e 20h, mais de 5,8 mil pessoas passaram pelo palácio para prestar uma última homenagem ao ex-vice-presidente. José Alencar, 79 anos, morreu às 14h41 desta terça (29) em razão de câncer e falência múltipla de órgãos, segundo informou o hospital.

Cremação

A família de Alencar decidiu que o corpo do ex-vice-presidente será cremado, em cerimônia reservada às 14h desta quinta (31), após o velório em Belo Horizonte, informou a assessoria do ex-vice-presidente.

Antes da cremação, o ex-vice-presidente será velado das 9h às 13h, no Palácio da Liberdade, sede do governo estadual, na capital mineira.

veja também