MENU

'A tensão era absurda', diz passageiro de avião que vinha para o CE

'A tensão era absurda', diz passageiro de avião que vinha para o CE

Atualizado: Quarta-feira, 23 Novembro de 2011 as 8:52

“Tomei a frente e fui um dos primeiros a descer do avião”, disse o jornalista Inácio Aguiar, 27 anos, que embarcou no voo da empresa Gol de São Paulo com destino a Fortaleza, que teve problemas técnicos na tarde desta terça-feira (22), no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Em entrevista ao G1 , Inácio conta que os primeiros transtornos do voo começaram 15 minutos após o início do embarque. “O ar condicionado parou e a energia também, mas como ainda era dia (16h30 pelo horário de verão), não houve nenhuma reação”, explica.

Ainda de acordo com Inácio, o blecaute foi seguido do aviso do piloto de que a aeronave havia tido um problema na geração de energia externa e que o procedimento de manutenção precisava ser feito com as portas fechadas. “Depois de 15 minutos, o piloto informou que a decolagem dependia apenas de uma autorização da equipe de manutenção, mas acabou dizendo novamente que outro problema estava acontecendo com a luz do painel. Foi aí que a situação começou a ficar tensa entre nós (os passageiros)”, revela.

Passageiros não decolaram em avião com problemas

Mesmo após a manutenção, os passageiros decidiram não decolar na aeronave que apresentou outros problemas. “Todo mundo estava com um grau de tensão absurdo”, afirma Inácio que decidiu ir falar com o piloto após a primeira manifestação de outro passageiro pedindo para descer do voo. “Ele disse que não devíamos nos preocupar mas eu falei que não ia mais ficar ali. Voltei para minha poltrona, peguei minha bagagem de mão e acompanhei o primeiro passageiro que se manifestou na hora de descer do avião”, conta. Ao todo, o jornalista disse ter ficado tenso durante cerca de 45 minutos dentro da aeronave.

Depois de descerem do voo, Inácio e o outro passageiro foram abordados por funcionários da Gol.“Disseram que a gente só seria realocado no próximo voo que tivesse vaga, mas exigimos embarcar no voo seguinte”, disse o jornalista. Minutos depois, Inácio conta que os outros passageiros também desceram da aeronave com problemas e todos tiveram o voo remarcado para 19h, que não teve problemas durante a decolagem e o percurso. “Havia muita criança e todos estavam muito tensos. Em nenhum momento, a companhia nos orientou a descer do voo, pelo contrário. Descemos contra a vontade da Gol”, revela.

Ao todo, vinham 114 passageiros no voo. A aeronave tinha saída prevista para às 15h15, mas a decolagem foi interrompida por causa de um problema no gerador. Segundo a assessoria de imprensa da companhia aérea, o avião precisou passar por uma manutenção não programada.          

veja também