MENU

Academias de ginástica podem esconder riscos aos usuários

Academias de ginástica podem esconder riscos aos usuários

Atualizado: Quarta-feira, 13 Agosto de 2008 as 12

Usuário se exercitando desacompanhado, sem ter sido devidamente orientado , acidentes porque os equipamentos não tem manutenção eficiente .Compra de suplementos alimentares e até mesmo anabolizantes.

Este é o panorama de muitas academias instaladas na cidade de São Paulo. Assim como é constante o crescimento da cidade, a cada dia, também cresce o número de academias de ginástica, mas somente alguns poucos estabelecimentos estão cadastrados junto ao órgão sanitário.

De acordo com o especialista em vigilância sanitária, Rui de Andrade Dammenhain, diretor presidente do INBRAVISA - Instituto Brasileiro de Auditoria em Vigilância Sanitária , entidade que presta serviços e faz treinamento na área, grande parte das academias de ginástica estão irregulares quanto à documentação exigida pela vigilância sanitária . Ele atribui esse fato à falta de fiscalização, apontando como principal causa para isso o reduzido número de equipes da Vigilância.

"Isso acontece porque muitos donos de academias esperam que a fiscalização vá até o estabelecimento. Mas na verdade eles são quem têm que procurar o órgão para se regularizar", observa Dammenhain.

Outra irregularidade constante é a falta de profissionais da área de Educação Física registrado junto ao CREF para orientar os freqüentadores desses locais - essa também é uma exigência da Vigilância Sanitária.

Uma boa parte dos instrutores possui somente cursos técnicos, muitos de pouca duração, específicos para a prática de musculação.

veja também