MENU

Ação contra o tráfico prende 12 no Rio de Janeiro

Ação contra o tráfico prende 12 no Rio de Janeiro

Atualizado: Quarta-feira, 11 Abril de 2012 as 11:10

Subiu para 12 o número de presos durante a operação contra o tráfico de drogas e corrupção desencadeada, na manhã desta quarta-feira (11), pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) e pela Polícia Militar nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Dois menores também foram detidos na ação, batizada e Operação Conexão Mandela. As informações são do porta-voz da PM, coronel Frederico Caldas.

De acordo com Caldas, as prisões foram feitas no estado do Rio de Janeiro. A ação acontece nas favelas de Manguinhos e do Jacarezinho, no subúrbio, em Santo Cristo, na Zona Portuária, em Campo Grande, na Zona Oeste, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, em Teresópolis, na Região Serrana, e em Araruama e Rio das Ostras, na Região dos Lagos.

A operação tem o objetivo de cumprir 19 mandados de prisão preventiva e 20 de busca e apreensão. Os denunciados pelo MP são acusados de associação para o tráfico de entorpecentes, corrupção ativa e tráfico de drogas.

A operação de agentes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP e policiais militares conta com o apoio de dois helicópteros do Grupamento Aeromarítimo (GAM) e policiais do Batalhão de Choque (BPChq), do 30º BPM (Teresópolis), da Coordenadoria de Inteligência (CI), da Companhia de Cães, do Grupamento de Apoio aos Promotores (GAP),  e do Gaeco/SP, além de quatro promotores de Justiça do Gaeco do MP-RJ. Ao todo, 500 policiais participam da ação.

Investigações

De acordo com o MP, as investigações começaram em novembro do ano passado, em Teresópolis, após traficantes tentarem subornar policiais militares para que o tráfico na região não fosse reprimido. O caso foi levado pelos PMs para o Ministério Público.

Ainda segundo o MP, a Favela do Mandela, em Manguinhos, foi apontada como um dos principais pontos de distribuição de drogas para diferentes bairros e municípios do Rio de Janeiro, entre eles Duque de Caxias, São Gonçalo e Niterói.

A investigação demonstrou ainda que a implantação ds Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs), e a prisão de integrantes de uma facção criminosa fizeram os traficantes constituir uma aliança com criminosos de São Paulo. Segundo o MP, era de lá que partia grande quantidade do material entorpecente distribuído não apenas nas Favelas do Mandela e do Jacarezinho, e da Coreia, em Teresópolis, mas, também, nos municípios de Rio das Ostras e Araruama, na Região dos Lagos.

Tiroteio em Manguinhos

De acordo com moradores, houve tiroteio na ação na Favela de Manguinhos. A informação foi confirmada pelo coronel Frederico Caldas. Segundo ele, criminosos entraram em confronto com os policiais do Bope na chegada à comunidade.

Dois homens ficaram feridos durante a operação. Eles foram levados para o Hospital de Bonsucesso, no subúrbio. Segundo o Bope, com eles foram apreendidos uma pistola e um fuzil. Ainda não há detalhes sobre o estado de saúde deles.

veja também