MENU

Acusado de esfaquear empresário em padaria de SP obtém habeas corpus

Acusado de esfaquear empresário em padaria de SP obtém habeas corpus

Atualizado: Quarta-feira, 8 Junho de 2011 as 12:05

Do G1 SP

imprimir

Vigia de padaria estava preso desde dezembro de

2010  (Foto: André Lessa/AE)

  O Superior Tribunal de Justiça (STJ) concedeu nesta terça-feira (7), por unanimidade da quinta turma, um habeas corpus ao ex-segurança da padaria Dona Deôla Eduardo Soares Pompeu, acusado de matar o empresário Dácio Múcio de Souza Júnior, em Higienópolis, na região central de São Paulo, em 2009. O vigia estava detido desde dezembro de 2010 após ter tido a  prisão preventiva decretada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.     O empresário de 29 anos morreu após ser esfaqueado por Pompeu. De acordo com a polícia, o vigia tinha se desentendido com a irmã da vítima, uma semana anterior ao crime. Testemunhas contaram que, o empresário chegou à padaria com a irmã, uma jovem de 20 anos, por volta das 5h do dia do crime. O empresário procurou a gerência da Dona Deôla para saber quais providências tinham sido tomadas contra o funcionário por causa da briga da semana passada e os dois começaram a discutir.

Segundo a polícia, ao saber que o segurança estava com uma faca, a irmã foi atrás do empresário. O suspeito, então, apontou para o rapaz, que estava caído no chão e sangrando. O empresário chegou a ser levado ao Hospital Samaritano, onde morreu. O segurança conseguiu fugir.

Na época, a padaria Dona Deôla informou que a briga aconteceu na calçada e não dentro do estabelecimento.          

veja também