MENU

Acusado de matar o cartunista Glauco se apresenta à Justiça no PR

Acusado de matar o cartunista Glauco se apresenta à Justiça no PR

Atualizado: Segunda-feira, 28 Fevereiro de 2011 as 9:53

A primeira audiência de Carlos Eduardo Nunes, acusado da morte do cartunista Glauco Villas Boas, e do filho dele, Raoni Villas Boas, está marcada para as 13h desta segunda-feira (28), na Justiça Federal de Foz do Iguaçu, no Paraná.

O rapaz, conhecido como Cadu, é acusado de dois homicídios duplamente qualificado, crimes que aconteceram no dia 12 de março de 2010, em Osasco (SP), na residência da família de Glauco. Além disso, é acusado de três tentativas de homicídio (contra agentes federais), roubo, porte de arma e tortura.

Nesta segunda (28), o juiz vai falar se o rapaz pode responder pelos atos, já que em dezembro de 2010 os advogados de Cadu apresentaram um laudo de sanidade mental que atestava esquizofrenia, comprovando que ele não pode ser responsabilizado pelos crimes. Ele foi intimado a comparecer à audiência, mas o advogado dele pode apresentar algum atestado ou laudo médico que o impeça de ir.

Carlos Eduardo foi preso em março de 2010, na Ponte da Amizade, fronteira do Brasil com o Paraguai, ao tentar fugir para o país vizinho. Desde novembro de 2010, ele está preso no Complexo Médico Penal, em Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba.    

veja também