MENU

Acusado de tentativa de extorsão contra o padre Júlio é preso

Acusado de tentativa de extorsão contra o padre Júlio é preso

Atualizado: Sábado, 26 Março de 2011 as 10:42

Acusado de uma nova tentativa de extorquir dinheiro do padre Júlio Lancelotti, da Pastoral do Povo de Rua de São Paulo, Anderson Marcos Batista está preso desde quinta-feira (24) após ser capturado pela Polícia Militar na zona leste de São Paulo.Batista e a sua mulher, Conceição Eletério, que está foragida, tiveram a prisão preventiva decretada em fevereiro, por suposta tentativa de extorsão. Ambos já tinham sido presos em 2007, acusados de exigir dinheiro do padre para não revelar às pessoas que ele fez sexo com Batista. À época, a Justiça absolveu o casal.

De acordo com a acusação do promotor Eder Segura, na nova tentativa de extorsão Batista e Conceição ameaçaram "dar um tiro na cabeça" do padre Lancelotti caso ele não pagasse dinheiro para os dois. A ameaça foi no dia 11 de janeiro. Uma câmera de segurança de uma rua no bairro do Belenzinho filmou a abordagem do casal ao padre.

"Vou voltar armado e vou lhe matar, vou lhe dar um tiro na cabeça. Não pense você que eu tenho medo da polícia, não tenho, não", foi a frase que o padre disse ter ouvido de Conceição.

O casal também ligou várias vezes para o padre de um telefone celular já rastreado pela Polícia Civil.

Quando denunciou a primeira tentativa de extorsão, em 2007, o padre disse ter pago R$ 150 mil ao casal e a outras duas pessoas. À época, Lancelotti afirmou à polícia ter dado o dinheiro a Batista por sentir medo de ser agredido e porque acreditava que "poderia mudar as pessoas que o extorquiam".

A reportagem não conseguiu localizar os advogados de defesa do casal.  

veja também