MENU

Acusados de matar policial peruano no Amazonas vão a júri popular

Acusados de matar policial peruano no Amazonas vão a júri popular

Atualizado: Terça-feira, 29 Novembro de 2011 as 1:59

O Tribunal do Júri da Justiça Federal do Amazonas julga nesta terça-feira (29) três homens suspeitos de assassinar o policial federal peruano Edgar Fernando Chang Montesino. O crime ocorreu em abril de 2008, no município de Tabatinga, a 1.108 km de Manaus.

A sessão do júri popular é presidida pelo juiz substituto da 2ª Vara Federal, Márcio André Lopes Cavalcante, e os procuradores da República Isac Barcelos Pereira de Souza e Silvio Pettengill Neto representam o MPF. O julgamento ocorre na sede da Justiça Federal do Amazonas, na avenida André Araújo, 25, Aleixo, zona Centro-Sul.

Chang atuava no combate ao narcotráfico internacional, junto com a Polícia Federal (PF) do Amazonas, na Tríplice Fronteira. Ele foi assassinado com 13 tiros de pistola calibre 9 milímetros. Após o crime, os suspeitos fugiram para a cidade de Iquitos, no Peru, mas foram capturados pela PF, junto com a polícia peruana.

Segundo informações da Justiça Federal, o julgamento foi transferido para Manaus por causa da convocação dos jurados que, por serem moradores de Tabatinga, poderiam correr riscos.

Parte das oitivas irá acontecer de forma presencial em Manaus e outra parte será realizada por meio de videoconferência, transmitida a partir da sede da Subseção Judiciária de Tabatinga.

Narcotraficantes

Os suspeitos eram integrantes da quadrilha de narcotraficantes liderada por um homem conhecido como 'Javier', preso este ano pela morte de dois policiais federais durante uma apreensão de drogas, no interior do Amazonas. Ele teve o processo desmembrado, sem data ainda para ir a julgamento.

Dois dos envolvidos estão presos na penitenciária federal de Catanduvas, no Paraná, e o terceiro está no presídio federal de Mossóró, Rio Grande do Norte.      

veja também