MENU

Adolescente detido 16 vezes é internado na Fundação Casa

Adolescente detido 16 vezes é internado na Fundação Casa

Atualizado: Quinta-feira, 27 Janeiro de 2011 as 1:10

O adolescente de 14 anos que já foi apreendido 16 vezes em São Paulo está internado em uma unidade da Fundação Casa da capital. A informação foi confirmada na manhã desta quinta-feira (27) pelo promotor Tales Cezar de Oliveira, do Vara da Infância e da Juventude.

“Ele deve permanecer internado provisoriamente para responder ao processo”, afirmou o promotor. Oliveira explicou que o juiz deve indicar em até 45 dias qual será a medida socioeducativa aplicada ao adolescente. De acordo com a assessoria de imprensa da Fundação Casa, o garoto está em uma unidade do Brás, na região central de São Paulo.

Ao longo das investigações, serão colhidas provas e serão ouvidas testemunhas das infrações cometidas pelo menor. O delegado Leonardo Mendonça Ribeiro Soares, que teve o dedo mordido pelo adolescente na última vez em que foi apreendido, na terça-feira (25), também será ouvido. Nesta terça, o menor foi flagrado por policiais militares com outros quatro menores de idade em um carro roubado, nas ruas do Jardim Miriam, na Zona Sul.     O promotor afirmou, porém, que ainda é cedo para dizer qual será a medida socioeducativa que o Ministério Público irá propor ao juiz como punição para os delitos. “Ainda é muito cedo para dizer qual seria a medida cabível nesse caso”, declarou o promotor.

Após avaliar o processo, o juiz pode propor medidas socioeducativas que vão desde uma advertência até uma internação.

Histórico

O histórico do adolescente com a polícia começou quando ele tinha 11 anos, em 2007. Na ocasião, ele foi flagrado pilotando uma moto. Depois, foi apreendido por furtar uma farmácia, veículos e um supermercado. Em dezembro de 2008, o pai do adolescente disse em entrevista que se sentia de “mãos atadas”.

Antes do incidente de terça-feira, jovem havia sido apreendido pela última vez em 22 de setembro de 2010, quando pilotava uma moto na Vila Joaniza, na Zona Sul de São Paulo. O veículo tinha placa de outra moto, roubada em Guarulhos, na região metropolitana. Na ocasião, o adolescente disse que pagou R$ 1 mil e que planejava usar o veículo para entregar pizza.    

veja também