MENU

Advogado pede liberdade provisória de jovem que atropelou três em SP

Advogado pede liberdade provisória de jovem que atropelou três em SP

Atualizado: Segunda-feira, 17 Outubro de 2011 as 1:06

O advogado do motorista que atropelou três pessoas em um ponto de ônibus neste domingo (16), na Zona Sul de São Paulo, entrou com um pedido de liberdade provisória para o jovem de 20 anos, que continuava detido na manhã desta segunda-feira (17) em uma delegacia de Pinheiros, na Zona Oeste. O jovem, que passou a noite ao lado de 30 detentos, deve ser transferido para um Centro de Detenção Provisória ainda nesta segunda. Ele responde por lesão corporal grave, por dirigir sem habilitação e por embriaguez ao volante.   Acidente

Três pessoas foram atropeladas na manhã deste domingo enquanto aguardavam um ônibus na Avenida Juscelino Kubitschek, por volta de 6h30. De acordo com a Polícia Militar, as vítimas foram atingidas por um Honda Civic. O motorista disse à polícia que havia consumido três doses de uísque em uma casa noturna próxima ao local do acidente, segundo informou o delegado Noel Oliveira Júnior, do 14º DP (Pinheiros).

A informação de que ele ingeriu bebida alcoólica e pegou o carro foi dita informalmente ao delegado, já que o jovem se negou a detalhar o fato em seu depoimento. O rapaz foi preso em flagrante por lesão corporal grave dolosa após ter invadido o ponto de ônibus onde estavam as três vítimas, que trabalham em uma casa noturna do bairro.

O motorista disse à polícia que é estudante e que pegou o carro do pai sem autorização. O atropelamento ocorreu, segundo disse o suspeito à polícia, quando ele tentava alcançar um amigo que trafegava mais à frente na mesma avenida. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, o jovem passou por exames de dosagem alcoólica no Instituto Médico-Legal (IML). Os resultados serão conhecidos em aproximadamente 30 dias.

O delegado Oliveira Júnior disse que não descarta a possibilidade de que tenha havido um racha entre o motorista e o amigo, mas pretende conseguir imagens de câmeras de vigilância na região para confirmar a suspeita. Segundo a polícia, o motorista não possui habilitação.

Felipe Fatore deixa delegacia após depoimento

(Foto: Dennis Barbosa/ G1)

  Feridos

O atropelamento levou três pessoas para o hospital. Os jovens Felipe Fatore, Ricardo Moreira Miranda e Meire Miranda foram atingidos quando aguardavam condução para voltar para casa após trabalharem durante a noite em outra casa noturna da região. Fatore, que foi liberado do hospital ainda pela manhã, prestou depoimento. Ele teve fratura exposta em dois dedos do pé e perdeu parte de um terceiro dedo. Ele relata que os três estavam no ponto junto com uma quarta pessoa, um rapaz que aparentava ser morador de rua, que conseguiu se desviar do veículo, saindo ileso.

O carro rodou na pista e colidiu contra o ponto de ônibus. Fatore ainda conseguiu subir no banco, fazendo com que somente seu pé fosse atingido pelo carro. Seus amigos, no entanto, tiveram fraturas múltiplas.

Ricardo Moreira Miranda e Meire Miranda são noivos e pretendem se casar em breve. Eles continuavam internados na manhã desta segunda, e o jovem corre risco de perder parte da perna, segundo a polícia. O quadros dos dois é estável.          

veja também