MENU

Aeroportos do Rio operam sem problemas após suspensão de greve

Aeroportos do Rio operam sem problemas após suspensão de greve

Atualizado: Quinta-feira, 23 Dezembro de 2010 as 8:33

Após o anúncio do cancelamento da greve prevista para esta quinta-feira (23), o movimento é tranquilo nos aeroportos do Galeão, na Ilha do Governador, e no Santos Dumont, no Centro do Rio de Janeiro.

No Galeão, segundo a Infraero, 41% dos voos estão atrasados. São nove atrasos e dois cancelamentos desde a meia-noite. O motivo é o fechamento do aeroporto na noite de quarta-feira (22) por causa da chuva. No Santos Dumont, até as 7h30 apenas um voo estava atrasado.

O policiamento nos terminais, no entanto, segue reforçados. Segundo o tenente-coronel Cláudio Costa, do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPtur), no Santos Dumont, o número de policiais subiu de 4 para 20.

No Galeão, o movimento no embarque já era grande por volta das 5h30. Aline Moreira, de 28 anos, o marido e o filho chegaram cerca de uma hora antes do horário necessário por medo da greve. “Ainda não sabíamos do cancelamento. Estamos indo para Miami. Quando escutamos o noticiário ontem à noite ficamos bastante preocupados, mas ainda bem que a paralisação foi suspensa”, disse a mulher, aliviada.

Suspensão anunciada pela manhã

Após uma assembleia realizada no início da manhã na sede do Sindicato Nacional dos Aeronautas, em São Paulo, os trabalhadores do setor aéreo optaram por não realizar a greve que se anunciava para esta quinta nos aeroportos do país.

Segundo o presidente Sindicato Nacional dos Aeronautas, Gelson Dagmar Fochesato, a greve foi suspensa e em janeiro os trabalhadores vão avaliar a situação. "A greve está suspensa. Os passageiros não serão prejudicados durante as festas. Em janeiro, vamos avaliar se haverá uma paralisação", afirmou Fochesato. "A decisão foi tomada atendendo a um pedido da sociedade."

Fochesato disse também que foi os trabalhadores foram surpreendido pelas decisões judiciais, e afirmou que mesmo sem a greve é possível haver atrasos em aeroportos porque funcionários estão trabalhando acima do limite.

O presidente do Sindicato Nacional de Empresas Aeroviárias (Snea), José Marcio Mollo, disse em entrevista à rádio CBN que a entidade fez nesta madrugada que a proposta de reajuste de 8% aos trabalhadores, elevando a proposta inicial de 6,05% e aguarda uma nova posição dos trabalhadores. Os aeroviários solicitam aumento de 13%.

veja também