'Aglomerou gente em um só ponto', diz dono de camarote que caiu em SP

'Aglomerou gente em um só ponto', diz dono de camarote que caiu em SP

Atualizado: Segunda-feira, 22 Agosto de 2011 as 8:43

                                    O empresário José Oscar Hildebrand atribuiu parte da queda do camarote montado para o show de Ivete Sangalo, na noite de sábado (20), em São Paulo, a uma aglomeração repentina dos fãs da cantora assim que ela surgiu no palco. "Aglomerou gente demais em um ponto só. Quando começou o show, todo mundo correu para ficar mais perto do palco", afirmou ele ao G1 na manhã deste domingo (21).

O show no Anhembi teve início à tarde com o show do Exaltasamba. Depois tocou o grupo Inimigos da HP.  A apresentação de Ivete foi a última da noite. Pelo menos 35 pessoas ficaram feridas, de acordo com os bombeiros. De acordo com a empresa organizadora do evento, 48 pessoas foram atendidas pelas equipes de socorro e liberadas no próprio local e quatro pessoas foram removidas para atendimento médico com suspeita de fratura. O acidente não interrompeu o show.

Em seu perfil no Twitter, Ivete deixou uma mensagem de solidariedade aos fãs,  na madrugada deste domingo. ‘Indo dormir agora. Quero deixar o meu beijo e as minhas orações àqueles estavam em meio ao q aconteceu no camarote. Meu respeito e carinho’, afirmou.

Por volta de 8h deste domingo, Hildebrand ainda estava no camarote, montado por sua empresa. Ele negou que os tubos de sustentação estivessem com problemas. "Não houve falha de material. É tudo de primeiro uso. Foi uma fatalidade." O empresário explicou que o camarote é "uma estrutura autotravante. Uma segura a outra". Por isso, quando uma parte cede, as outras acompanham. "É um efeito dominó."

O ponto onde houve a ruptura da estrutura fica do lado esquerdo, a aproximadamente 25 metros da cantora. Na manhã deste domingo, por volta de 8h, o trabalho dos operários era de desmontar o palco. Já o camarote, estava intacto. "Estou esperando a perícia para fazer o teste de carga", contou Hildebrand.

De acordo com ele, o espaço todo, com 180 toneladas de tubos de sustentação de ferro e aço e piso antiderrapante, tem 115 metros. "Mas o que caiu só tem 50 metros", ressaltou. "Fiquei impressionado com maneira que o tubo quebrou. Parecia papel." Mesmo assim, ele negou que o material estivesse em mau estado de conservação. "Está tudo dentro das normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e o Contru fez uma vistoria aqui na quinta-feira (18)", disse o empresário.

O Contru é o Departamento de Controle do Uso de Imóveis, órgão da Prefeitura responsável por fiscalizar e conceder licença de funcionamento para esse tipo de estrutura. O camarote está montado no Anhembi há 15 dias porque na semana passada serviu para receber convidados de outro show. "Em 30 anos no mercado, isso nunca aconteceu", disse Hildebrand.

No local, os rastros da correria: sapatos de mulher, abadás, poltronas fora do lugar e muito lixo no chão, como garrafas de vodca, uísque e copos de plástico.

A organização do show afirmou que o espaço "foi vistoriado pelos órgãos de licenciamento competentes e conta com todos os alvarás necessários".

Em nota, a Atrás do Trio, empresa responsável pela produção do evento, informou que as cerca de 3 mil pessoas presentes foram retiradas do camarote imediatamente após o desabamento, enquanto acontecia o show de Ivete Sangalo.

“Estava todo mundo pulando, de repente a arquibancada cedeu e caiu. Tinha gente passando mal. Todo mundo querendo subir um em cima do outro. Foi desesperador, foi horrível. Não teve assistência para ajudar. Foram as próprias pessoas que tiraram umas às outras”, disse uma das espectadoras.     Área do camarote foi isolada após desabamento

(Foto: Hélio Torchi/AE)     Segundo o Corpo de Bombeiros, todos os atendidos tiveram ferimentos leves. Sete equipes dos bombeiros foram enviadas para efetuar o resgate no local.

Brigadistas do evento e equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também auxiliaram nos trabalhos. Parte das vítimas foi levada para o Pronto-Socorro de Santana. As outras foram atendidas no próprio ambulatório do evento.

Segundo a assessoria de imprensa de Ivete Sangalo, parte do camarote do evento teve de ser evacuado devido ao incidente. O local foi isolado. A assessoria diz que não houve necessidade de a apresentação ser interrompida.     Bruna Alexandra Petrini, de 24 anos, uma das vítimas do desabamento

 de parte da estrutura de um dos camarotes (Foto: Evelson Freitas/ Agência Estado)            

veja também