MENU

Aluna é agredida por duas colegas na saída da escola

Aluna é agredida por duas colegas na saída da escola

Atualizado: Quarta-feira, 21 Março de 2012 as 1:52

Uma estudante de 17 anos diz que foi espancada por duas alunas na saída de uma escola estadual no bairro SerraDourada, na Serra, região da Grande Vitória, nesta terça-feira (20). A jovem teve ferimentos no nariz, vários arranhões pelo corpo e alega que levou chutes e socos. As três foram escutadas na Delegacia Especializada do Adolescente em Conflito com a Lei (DEACL) e liberadas. Segundo a polícia, em 2011, foram mais de 150 ocorrências deste tipo registradas no estado.

De acordo com a estudante, o motivo da briga seria fofoca. "A prima de uma menina disse que eu estava falando do namorado dela. Aí elas vieram tirar satisfação comigo. Começaram a me bater, eu agachei e elas me espancaram. Não tive como me defender", afirmou a jovem que preferiu não se identificar.

A mãe da jovem procurou a polícia. "Fiquei desesperada e procurei a polícia. Quando fiquei sabendo que ela estava desmaiada e tinham chutando a barriga e a cabeça dela, eu pensei no pior. Se alguém da escola vir um aluno sendo agredido, que ajude ou que chame a mãe. Não podem ver e deixar", pediu a mulher que também não se identificou.

A escola estadual Francisca Peixoto Miguel foi procurada e a direção disse que só toma providência quando o conflito acontece dentro do colégio.

Segundo informações da DEACL casos como esse são muito frequentes. Toda semana, pelo menos, uma ocorrência de agressão em escola é registrada.  "Eu tenho certeza que os casos registrados não chegam a 10% do número de agressões que acontecem efetivamente em escolas. Esses são os que chegam até a delegacia. São inúmeros casos", afirmou o delegado Welington Lugão.

veja também