MENU

Aluno diz que professora não o forçou a entrar em motel de Barra do Piraí, no Rio

Aluno diz que professora não o forçou a entrar em motel de Barra do Piraí, no Rio

Atualizado: Quarta-feira, 15 Junho de 2011 as 4:34

O estudante de 15 anos encontrado em um quarto de motel na companhia da professora, 23 anos mais velha, confirmou à polícia que a mulher não o forçou a ir até o local. O incidente ocorreu na última sexta-feira (10), no bairro Califórnia, em Barra do Piraí, região sul do Rio de Janeiro.

Segundo informações da 88ª Delegacia de Polícia (Barra do Piraí), não houve qualquer tipo de agressão, o que desconfigura a possibilidade de indiciamento. A mulher foi denunciada pelo próprio marido, que instalou um aparelho GPS (Global Positioning System) no carro dela e a seguiu até o motel, localizado na rodovia Lúcio Meira.

De acordo com a polícia, os três envolvidos no caso serão chamados para prestar depoimento. As datas ainda não foram definidas pelo delegado da 88ª DP, José Mário Salomão.

A professora chegou a ser presa sob suspeita de abuso sexual de menor, mas foi liberada em seguida, já que o adolescente informou ter ido ao motel por vontade própria.

A legislação estabelece a presunção de violência para crianças de até 14 anos. Aos 15 anos, a relação sexual é considerada consentida. O caso foi registrado como "fato a apurar".

Além de avisar aos agentes do Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO), o marido também notificou a imprensa sobre a traição da esposa.

"Vai dar na primeira página de todos os jornais. Pode ir na delegacia, que ela já está lá", disse ele aos veículos de comunicação, numa atitude que surpreendeu até mesmo os oficiais que registraram a ocorrência.        

veja também