MENU

Alunos de BH fazem homenagens às vítimas de colégio do Rio de Janeiro

Alunos de BH fazem homenagens às vítimas de colégio do Rio de Janeiro

Atualizado: Sexta-feira, 8 Abril de 2011 as 12:23

Cerca de 200 alunos de um colégio particular no Bairro Belvedere, na Zona Sul de Belo Horizonte, homenagearam, nesta sexta-feira (8), os mortos e feridos na tragédia na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Os estudantes entre 13 e 18 anos se reuniram no pátio da escola para ouvir uma fábula que falava sobre uma convivência mais harmoniosa e respeitosa entre as pessoas.

De acordo com a diretora e dona do colégio, Maria Letícia Sousa Lima, os alunos ficaram sensibilizados e a escola ‘não podia passar o momento’ sem dar o seu testemunho. “Nós já fazemos um trabalho contra o bullying. São realizadas palestras, debates e redações sobre o assunto. Eles queriam falar sobre essa tragédia”, disse.

Na sequencia, toda a escola cantou o Hino Nacional e rezou um pai nosso em homenagem as vítimas. Patrícia Caram, mãe de uma das estudantes, não segurou as lágrimas. “Foi muito forte. Foi improvisado. Fiquei muito emocionada. A gente se coloca no lugar das mães das vítimas” falou.

Carta escrita por uma das alunas em homenagem as vítimas do massacre no Rio de Janeiro (Foto: Pedro Triginelli / G1)

  Ao final das atividades, os alunos escreveram mensagens de apoio às famílias das vítimas do Rio de Janeiro e colocaram em uma caixa. Segundo a diretora, a caixa será reaberta daqui um ano para relembrar as mensagens e depois será enterrada.

O aluno Bernardo Babo, de 18 anos, deixou sua mensagem. “Eu escrevi que eles não podem desistir. Eles têm que ter fé e continuar a vida. Dizem que o tempo cura tudo”, disse.

Tragédia no Rio

A Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro informou, na noite desta quinta-feira (7), que o número de crianças mortas no ataque à escola subiu para 12, sendo 10 meninas e dois meninos. Ainda de acordo com a Secretaria, 11 crianças permanecem internadas em seis hospitais.

As crianças são vítimas do ataque à escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio. Wellington Menezes de Oliveira, de 23 anos, atirou contra alunos em salas de aula lotadas, foi atingido por um policial e se suicidou. O crime foi por volta das 8h30.        

veja também