MENU

Angelina Jolie pede ajuda a refugiados da violência na Líbia

Angelina Jolie pede ajuda a refugiados da violência na Líbia

Atualizado: Terça-feira, 5 Abril de 2011 as 12:04

A atriz e embaixadora da boa vontade da ONU Angelina Jolie fez um apelo nesta terça-feira à comunidade internacional pedindo por ajuda às pessoas que estão fugindo do conflito na Líbia e por maior assistência a quem permanece no país.

Jolie, que é embaixadora do Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur), visitou a fronteira da Líbia com a Tunísia. Segundo ela, pessoas que deixaram recentemente a Líbia contaram sobre os intensos conflitos, agressões e saques.

Mais de 400 mil pessoas escaparam da Líbia para Tunísia, Egito, Níger, Argélia, Chade e Sudão desde fevereiro, quando os rebeldes iniciaram uma ofensiva contra o líder Muammar Gaddafi. Mais da metade dos fugitivos foi para a Tunísia.

'A comunidade internacional foi bem em reforçar os esforços de assistência da Tunísia. Mas com duas mil pessoas ainda cruzando a fronteira por dia, não podemos deixar o financiamento baixar e precisamos manter o ritmo', disse Jolie em comunicado do Acnur.

A atriz também pediu por medidas que permitam que a ONU e ONGs entrem na Líbia para distribuir ajuda imediata, incluindo comida e medicamentos.

No fim de fevereiro, instalações temporárias foram erguidas 7 quilômetros dentro da Tunísia para servir de abrigo aos refugiados da Líbia. O Acnur e a Organização Internacional de Migração (OIM) organizaram expedições aéreas para retirar pessoas.

O Acnur disse que a fundação Jolie-Pitt, da atriz com o marido Brad Pitt, cobriu os custos de um voo para 177 pessoas e comprou uma ambulância para ajudar a Tunísia a receber os refugiados.

'As pessoas estão esperando aqui, com pouca esperança, sem poder voltar para casa e sem saber o que vai acontecer', disse Jolie.

Por Marie-Louise Gumuchian

veja também