MENU

Animais também ficam estressados

Animais também ficam estressados

Atualizado: Quarta-feira, 13 Agosto de 2008 as 12

Situações adversas estão constantemente presentes na rotina das pessoas, trazendo muitas vezes o cansaço físico-mental e estresse. Isso, porém, não é restrito apenas às pessoas. Os animais domésticos também enfrentam esse problema. Segundo Silvia Robles Reis Duarte, zootecnista do departamento técnico da Vetnil, os bichos de estimação costumam desenvolver uma relação de dependência e dominância sobre os donos, sendo muito sensíveis a uma relação instável ou até mesmo ao cotidiano do proprietário. Algumas situações, muitas vezes tidas como engraçadas, como o cão correr freneticamente ao redor da vasilha de comida quando o dono chega em casa após um período de trabalho, por exemplo, pode ser um sinal de estresse. "Atitudes como cavar, morder, arranhar portas e janelas, uivar, latir, chorar e urinar e defecar em lugares impróprios são sintomas comuns desta alteração. A primeira coisa que vem à cabeça do proprietário é classificar o animal como desobediente ou mal-educado. "Mas o que pode estar ocorrendo na verdade é o acometimento do animal por estresse", diz Souza.

Sabe-se que o estresse pode trazer diversos danos à saúde das pessoas. No caso dos bichos de estimação, não é diferente. A veterinária Monisa Corraini explica que, acometidos por estresse, eles podem desenvolver problemas gástricos ou até tornarem-se agressivos. Dentre as situações que podem desencadear o estresse em animais domésticos estão: períodos de fome ou sede; viagens; falta ou excesso de exercícios; solidão; mudanças na rotina; ambiente conturbado - por exemplo, presença de outros animais ou pessoas desconhecidas; datas festivas - fogos de artifício; banho e tosa; consultas veterinárias; participação em exposições ou competições; etc.

Para tratar a doença, adequadamente, deve-se procurar um veterinário.

veja também