MENU

Antes da ocupação no Alemão, traficantes planejavam invadir Vigário Geral

Antes da ocupação no Alemão, traficantes planejavam invadir Vigário Geral

Atualizado: Terça-feira, 7 Dezembro de 2010 as 9:16

A polícia tem informações de que, antes da ocupação no Complexo do Alemão e na Vila Cruzeiro, os traficantes da principal facção criminosa do Rio de Janeiro planejavam silenciosamente a retomada da favela Vigário Geral, na zona norte do Rio de Janeiro.

Os bandidos, segundo o que foi apurado pela polícia, tinham dois informantes na comunidade. Com livre acesso em Vigário Geral, os "colaboradores" vinham repassando dados para os traficantes do Alemão e da Vila Cruzeiro sobre a localização das contenções armadas e também de paióis na comunidade.

Com a ocupação, o plano de ataque a Vigário foi desfeito já que a facção ficou desorganizada e sem dinheiro.

Vigário Geral é considerada uma favela símbolo para a maior facção criminosa. Ela foi perdida no final de 2006 após ser invadida por traficantes rivais da vizinha comunidade de Parada de Lucas.

Após conquistar Vigário, os "novos donos" batizaram a comunidade com o nome simbólico de Parada Geral em alusão aos vizinhos de Parada de Lucas.

Vigário Geral ficou mundialmente conhecida após a chacina que deixou  21 mortos em 1993. Na ocasião, inocentes morreram como vingança pela morte de quatro policiais militares no dia anterior.

Uma resposta do Estado

A operação no Complexo do Alemão faz parte da reação da polícia à onda de violência que tomou conta do Rio de Janeiro na última semana, quando dezenas de carros foram incendiados em vários pontos do Rio de Janeiro e houve ataques a policiais.

A ação dos criminosos foi vista pelo governo estadual como uma resposta às UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) instaladas nos dois últimos anos em comunidades antes dominadas pelo tráfico.

Para conter os ataques, a polícia, com apoio das Forças Armadas, realizou uma grande ofensiva na última quinta-feira (25) na Vila Cruzeiro, forçando a fuga de centenas de traficantes para o vizinho Complexo do Alemão, onde foram cercados nos dois dias seguintes.

veja também