MENU

Após achar corpo, polícia investiga causas da morte de jovem em MS

Após achar corpo, polícia investiga causas da morte de jovem em MS

Atualizado: Quarta-feira, 15 Junho de 2011 as 3:55

Polícia mostra exames de impressões digitais

feitas pela perícia. (Foto: Tatiane Queiroz,  G1 MS)

  A Polícia Civil informou que os laudos do exame de necropsia devem revelar em que circunstâncias ocorreu a morte da jovem Marielly Barbosa, de 19 anos, que estava sumida desde o dia 21 de maio. Na manhã desta quarta-feira (15) o delegado que coordena as investigações do caso, Fabiano Nagata, confirmou que o corpo encontrado em um canavial de Sidrolândia (MS) é da jovem. A identificação foi feita através de impressões digitais.

De acordo com o delegado, o Instituto Médico e Odontológico Legal (Imol) deve emitir os laudos até o final da próxima semana. “Os resultados periciais revelarão com precisão em que circunstâncias e em que dia aconteceu a morte de Marielly”, afirmou o delegado.

Enquanto os laudos não ficam prontos, o delegado informou que as investigações devem prosseguir normalmente. Até o momento já foram ouvidas mais de 30 pessoas e nenhum mandado de prisão preventiva foi expedido. 

Ainda segundo informações da Polícia Civil, as investigações contam ainda com a quebra do sigilo telefônico de Marielly e da família. “A análise das movimentações telefônicas é um trabalho de praxe feito pela polícia em casos como este. Serão analisadas as ligações que Marielly fez e recebeu nos últimos 90 dias”, afirma a polícia

Segundo informações do Imol, o corpo de Marielly foi encontrado já em estado avançado estado de decomposição, o que indica que a morte ocorreu há vários dias.  Ela estava sem as roupas íntimas e usava um vestido colorido e sandálias vermelhas. Nagata não deu maiores detalhes sobre os detalhes da investigação e nem sobre possíveis suspeitos.

Jovem desaparecida

A jovem de 19 anos, Marielly Barbosa, foi vista pela última vez pelos familiares no dia 21 de maio. Ela era acadêmica de Contabilidade e trabalhava como secretária em um escritório de advocacia.

Segundo a mãe da jovem, Eliana Barbosa, a última vez que viu a filha foi na hora do almoço. “Ela disse que ia sair, mas não falou com quem e nem para onde ia”. Ainda segundo a mãe, ela não quis usar o carro e saiu a pé, levando apenas a bolsa e usando uma blusa rosa e um shorts jeans..        

veja também