MENU

Após ataques, Serra abranda tom em inserções de TV

Após ataques, Serra abranda tom em inserções de TV

Atualizado: Quarta-feira, 16 Junho de 2010 as 8:29

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, optou por um discurso sereno, mais emotivo e pouco técnico, no primeiro de quatro dias de inserções do partido em rádio e TV programadas até o fim do mês.

Ele foi o protagonista solitário dos 30 segundos de cada um dos dois modelos de inserção veiculados ontem à noite. Outras 30 ainda serão exibidas nos dia 22, 26 e 29, sempre dez por noite, em rede nacional.

Na TV, Serra falou sobre saúde, em uma das inserções, e sobre seu modo de administrar, na outra. Ao final, um locutor disse: ''A experiência garante o avanço'', uma menção a um dos eixos a partir do qual ele tenta se diferenciar da candidata petista, Dilma Rousseff.

Em ambas as inserções, o ponto comum foi a citação às ''famílias'' e às ''pessoas''. Na propaganda focada na saúde, área da qual já foi ministro, o candidato disse que o governo deve ter, ''acima de tudo, cuidado com as pessoas, com as famílias''.

Na outra propaganda, o mesmo tom, ao afirmar que o governante deve ''melhorar a vida das pessoas, das famílias, no seu dia-a-dia''. Nesse mesmo bloco, disse: ''Esse é o meu jeito. Como eu sempre fiz. Do fundo do meu coração, é nisso que eu acredito''.

No rádio, suas palavras foram introduzidas como ''um convite de José Serra, do PSDB''. Ao fim, um breve jingle: ''Quem compara não tem comparação''.

Comportadas

As inserções foram classificadas como ''supercomportadas'' até pelo comitê de Serra. Segundo integrantes da campanha, as próximas ficarão mais ousadas na defesa da candidatura.

As de ontem, que contrastam também com o tom agressivo usado por Serra no lançamento de sua candidatura, no último sábado, foram mais contidas para evitar que o PT entre na Justiça para suspender a veiculação do programa do PSDB, previsto para amanhã.

Sob a orientação do coordenador de comunicação da campanha, Luiz Gonzalez, já foram produzidos filmes mais criativos, sem a presença do candidato. Mas só nas inserções após o programa de amanhã Serra será apresentado mais explicitamente como candidato.

Todos os comerciais foram submetidos a pesquisas qualitativas, duas vezes, em dez Estados. Os melhores para a estratégia de consolidação da imagem de Serra são os protagonizados por ele.

Por Catia Seabra / Breno Costa

veja também