MENU

Após defeito em aparelho de oxigênio, morte de criança vai ser investigada

Após defeito em aparelho de oxigênio, morte de criança vai ser investigada

Atualizado: Segunda-feira, 11 Abril de 2011 as 11:16

A morte de uma menina de oito anos que pode ter sido causada por uma falha em um aparelho de oxigênio é investigada em Paracatu, na Região Noroeste de Minas Gerais. De acordo com a mãe, Doriana Carvalho, a filha morreu cinco horas depois de ser internada no hospital municipal de Paracatu com suspeita de pneumonia. “Levaram ela para a emergência e logo ela foi entubada. Na entubação, ela foi só piorando.”, diz a mãe.

A garota de oito anos morreu no início do mês passado, mas o caso foi revelado em abril depois que o médico e delegado do Conselho Regional de Medicina (CRM) Rogério Ferreira recebeu informações de que, por causa do defeito no equipamento, os pacientes estariam recebendo oxigênio misturado com ar comprimido. “Médicos perceberam que pacientes com problemas pulmonares não estariam melhorando com a terapia do oxigênio. Após a avaliação de técnicos, verificou-se que o ar não estaria vindo da maneira correta. Poderia sim ter causado prejuízo no tratamento desta criança”, diz o médico.

O secretário Municipal de Saúde, Eurípedes Tobias, confirma o problema no aparelho. “É uma questão de construção por ocasião da ampliação da aérea hospitalar. Nesta ligação da tubulação, me parece que ficou invertido algum dos canais”, diz. O secretário informa que a falha na instalação do equipamento já foi corrigida.

A mãe da criança fez uma denúncia ao Ministério Público. O promotor de Justiça responsável pelo caso foi procurado, mas não foi encontrado para comentar sobre o assunto.

A Câmara de Vereadores da cidade deve investigar o caso por meio de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).      

veja também