Após seis horas, índios terena liberam BR-163 em Jaraguari, MS

Após seis horas, índios terena liberam BR-163 em Jaraguari, MS

Atualizado: Quarta-feira, 18 Maio de 2011 as 12:30

Após seis horas de protesto, a Polícia Rodoviária Federal informou que os índios terena liberaram a BR-163, a cinco quilômetros de Jaraguari, município localizado a 51 quilômetros de Campo Grande. Os indígenas, das aldeias Córrego do Meio e Buriti reivindicavam a formação de grupo de trabalho para a demarcação de 17,2 mil hectares em Sidrolândia (MS).

O bloqueio começou por volta das 4 horas. Os índios usaram pneus queimados e troncos de árvores para impedir o trânsito. O congestionamento chegou a quatro quilômetros no sentido Jaraguari a Campo Grande. A liberação foi pacífica.

O coordenador regional da Fundação Nacional do Índio (Funai) em Campo Grande, Edson Fagundes, foi até o local para conversar com os índios. O protesto só foi encerrado após a negociação com o Núcleo de Operações Especiais (NOE) da PRF. Fagundes se comprometeu a levar um grupo de índios para Brasília, na segunda-feira (25), para reunião na Diretoria de Assuntos Fundiários (DAF) da Funai.

O cacique Antônio Aparecido, da aldeia Córrego do Meio, disse que 45 terena devem participar da reunião. Os 17,2 mil hectares ficam em Sidrolândia, a 64 quilômetros de Campo Grande e estão sendo disputados há dez anos pelos terena. A área seria utilizada por aproximadamente cinco mil índios de nove aldeias em Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti.

O processo de demarcação está em tramitação no Tribunal Regional Federal (3ª Região) em São Paulo.      

veja também