MENU

Após uma semana, Região Serrana ainda avalia estrago da chuva

Após uma semana, Região Serrana ainda avalia estrago da chuva

Atualizado: Quarta-feira, 19 Janeiro de 2011 as 12:40

O número de vítimas na Região Serrana do Rio já chega a 715 em seis cidades. Ainda há pelo menos 17 localidades em que só é possível chegar de helicóptero ou carro 4x4.

Pelos últimos levantamentos dos municípios, são 339 mortos em Nova Friburgo, 285 em Teresópolis, 62 em Petrópolis, 22 em Sumidouro, 6 em São José do Vale do Rio Preto e 1 em Bom Jardim.

A prefeitura de São José do Vale do Rio Preto explica que 6 corpos foram encontrados na cidade, mas não há confirmação que eles sejam moradores do município. De acordo com a prefeitura, eles podem ser de moradores de outras cidades e chegaram até lá pela correnteza do Rio Preto.

Já a Polícia Civil informa que, até as 11h45 desta quarta-feira (19), 717 corpos já foram resgatados e identificados pelos peritos do IML (Instituto Médico Legal), sendo 292 em Teresópolis, 338 em Nova Friburgo, 63 em Petrópolis, 19 em Sumidouro, 4 em São José do Vale do Rio Preto e 1 em Bom Jardim.

A quarta-feira (19) começou sem chuva nas cidades mais atingidas pela combinação recente de enchente e deslizamento, como Teresópolis, Petrópolis e Nova Friburgo. Na terça-feira (18), a chuva que alagou as ruas do Centro de Petrópolis assustou os moradores. A Defesa Civil de Petrópolis informou que registrou três pequenos deslizamentos de terra ocorridos no Centro e nos bairros Bingen e Vila Militar, fora da área de Itaipava. Mas não há registro de novos problemas na região.    

veja também