MENU

Assedio a enteada provocou morte de padrasto em MS, diz Polícia Civil

Assedio a enteada provocou morte de padrasto em MS, diz Polícia Civil

Atualizado: Segunda-feira, 13 Junho de 2011 as 4:47

A mulher de 25 anos, suspeita de matar o padrasto a facadas com ajuda do namorado de 26, disse em depoimento à Polícia Civil que foi assediada pela vítima, o que segundo ela motivou o crime. O homicídio aconteceu domingo (12), em Aquidauana, município distante 143 quilômetros de Campo Grande.

“Naquela noite o padrasto teria passado a mão na enteada, que contou para o namorado, que resolveu tirar satisfações”, disse o delegado Mário Queiroz. O casal foi até a residência da vítima, onde o namorado derrubou a vítima no chão e deu a primeira facada.

De acordo com o delegado, a faca quebrou ao atingir a vítima e a suspeita pegou outra faca e deu mais dois golpes, todos foram no tórax do padrasto. O corpo da vítima foi encontrado enrolado em um lençol.

A suspeita ainda apontou como motivos para o crime o fato de que a mãe vinha sofrendo constantes agressões. O namorado dela, segundo Queiroz, já tinha passagem por homicídio e estava foragido do sistema semiaberto. Os dois foram indiciados por homicídio doloso, quando há intenção de matar. “Agora eu vou estudar o caso mais profundamente para ver se tem mais algum detalhe para possíveis qualificações”, disse o delegado.        

veja também