Assembleia do Paraná devolve R$ 10 milhões ao governo

Assembleia do Paraná devolve R$ 10 milhões ao governo

Atualizado: Quarta-feira, 18 Maio de 2011 as 9:38

Num esforço para recuperar sua credibilidade, a Assembleia Legislativa do Paraná devolveu nesta terça-feira ao governo do Estado R$ 10 milhões que foram economizados nos primeiros três meses da atual gestão da Casa.

O valor representa cerca de 3% do orçamento anual do legislativo e veio de economias feitas na área administrativa --não atinge, portanto, verbas destinadas aos gabinetes dos deputados.

O dinheiro é fruto da revisão de contratos, corte de comissionados e de gratificações irregulares na administração, reduções na cota de combustível da mesa diretora e até corte no salário dos deputados, caso eles faltem em sessões plenárias.

Com o ato, a Assembleia tenta contrapor as denúncias em que foi envolvida no ano passado, quando o Ministério Público apurou que pelo menos R$ 100 milhões foram desviados com a contratação de funcionários-fantasmas entre 1994 e 2010.

Até agora, oito ações na Justiça tentam punir os responsáveis, entre ex-servidores e deputados da Casa.

As investigações, porém, continuam em andamento --no mês passado, o atual presidente da Assembleia, deputado Valdir Rossoni (PSDB), teve de demitir o então diretor administrativo quando a imprensa local revelou que sua mãe estava na lista de funcionários-fantasmas entre 2003 e 2005. Ele, porém, nega as acusações.

"Ainda buscam notícias do passado, mas esta é uma nova Assembleia", disse Rossoni.

Os R$ 10 milhões serão investidos em hospitais do Estado. A cerimônia de entrega do cheque ao governador Beto Richa (PSDB) foi transmitida ao vivo pela TV Educativa do Estado e anunciada como um "dia histórico" e uma "vitória do povo".

A atual presidência quer, até o final do ano, economizar mais R$ 30 milhões.

veja também